Uma mulher, de 52 anos, foi, na madrugada desta quinta-feira, assassinada no interior da habitação, localizada no Bairro do Liceu, em Setúbal.

O marido é o presumível autor do crime que ocorreu na Rua Engenheiro Henri Perron, no Bairro do Liceu, nas imediações do Estádio do Bonfim, e já foi detido pelas autoridades.

O crime é o primeiro homicídio conjugal do país deste ano, depois dos 42 em 2014, segundo o Observatório da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR).

A Polícia de Segurança Pública (PSP) revela, em comunicado, que às 4h45 “recebeu uma chamada via “112” a dar nota de um possível homicídio” ocorrido em Setúbal.

“Foram enviados para o local de imediato os meios policiais disponíveis que verificaram a veracidade da informação, deparando-se com a senhora prostrada no solo com sinais de violência e vestígios de sangue tendo sido prestados os primeiros socorros por uma equipa do INEM que ocorreu ao local. A tentativa de reanimação foi infrutífera, malogrando-se a morte da senhora”, explicam as autoridades.

De acordo com a PSP, quando chegaram ao local o suspeito estava a tentar “suicidar-se”, mas “os polícias numa ação concertada com o INEM e num momento de fragilidade do suspeito, conseguiram retirar-lhe a faca e manietá-lo”.

O homem apresentava diversos golpes de faca no corpo e encontra-se, atualmente, internado no Hospital de São Bernardo, no entanto não corre risco de vida.

A PSP confirma ainda a “existência de uma denúncia por violência doméstica, no âmbito de um processo de divórcio, que foi avaliada nos termos do risco e de acordo com a vontade expressa pela senhora no momento em que se deslocou às instalações policiais”, acrescentando que “face ao baixo risco da situação, esta apenas ficou para acompanhamento e a vítima regressou por vontade expressa da mesma para a sua residência”.

Apesar da primeira versão do incidente dar conta da utilização de uma pistola, os vizinhos do casal garantem que não ouviram nenhum tiro e as autoridades, para já, ainda não confirmaram que tipo de arma terá sido utilizada no crime.

Partilhe esta notícia