Município do Barreiro assina Protocolo para a implementação do NPISA – Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo

O Município do Barreiro assinou um Protocolo para a implementação do NPISA – Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo no Concelho. A Sessão decorreu ao final da tarde de sexta-feira, 8 de fevereiro, no Auditório Municipal Augusto Cabrita. Foi, assim, formalizada uma “rede alargada”, conforme sublinhou, no seu discurso, o Presidente da Câmara Municipal do Barreiro (CMB), para combater um flagelo da sociedade. Frederico Rosa reconheceu que a CMB “não tem capacidade, sozinha, de o fazer” e exortou a vasta equipa que se formou, assim como todos os elementos que integram cada uma das entidades envolvidas, cujo papel, “decisivo”, sublinhou. O Presidente lembrou, ainda, o empenho da Vereadora da CMB Sara Ferreira, responsável pelas áreas de  Intervenção Social, Igualdade, Saúde e Habitação, na criação deste grupo alargado.

Um “encontro de vontades que aqui se celebra”, referiu a Diretora do Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal sobre uma realidade a que “urge dar resposta e não ignorar”. Sobre a parceria, Maria Natividade Coelho considerou-a como uma “resposta mais efetiva, mais coordenada e mais articulada” a um problema “civilizacional”.

Trata-se de um “espaço de colaboração, cooperação e diálogo” aquele que, segundo o Presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), se acabou de criar. Os objetivos da ARS-LVT – “dar saúde e bem-estar” – vão ao encontro daqueles subjacentes ao NPISA, acrescentou Luís Pisco.


O Protocolo foi estabelecido entre os seguintes parceiros no âmbito da Rede Social do Barreiro: Município do Barreiro, Instituto da Segurança Social, I.P./Centro Distrital de Setúbal do ISS, I.P, Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Centro Hospitalar Barreiro Montijo EPE, Polícia de Segurança Pública – Comando Distrital de Setúbal, Rumo – Cooperativa de Solidariedade Social, Crl, Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, Centro Social e Paroquial de Santo André, CATICA – Centro Comunitário de Coina, NÓS – Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente, Persona – Associação para a Promoção da Saúde Mental e CRIVA – Centro de Reformados e Idosos do Vale da Amoreira.

Fonte:CMBarreiro

Foto:CMBarreiro

Partilhe esta notícia