Os Presidentes das Câmaras Municipais do Barreiro e da Moita, Carlos Humberto de Carvalho e Rui Marques Garcia, respetivamente, assinaram a adenda ao Protocolo de Cooperação, com vista à construção do Centro Intermunicipal de Recolha de Animais Errantes (CIRAE-BM), esta quarta-feira, 4 de fevereiro, na sala de sessões dos Paços do Concelho da CMB.

De acordo com as autarquias, o processo de concurso será iniciado nos próximos dias e o arranque da obra está previsto para o próximo verão.

“Há muito que as nossas instalações são desadequadas e há muito que estudávamos uma solução. Já a encontrámos e procuramos, assim, resolver um problema dos dois concelhos”, referiu na ocasião Carlos Humberto de Carvalho.

Para o futuro considera este trabalho conjunto, “eventualmente, imprescindível para resolver outros problemas”. Um caminho que, em sua opinião terá de ser prosseguido, no âmbito do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional). “O Barreiro e outros concelhos vizinhos podem encontrar soluções comuns para a Região”, concluiu.

Este Protocolo representa para o Presidente Rui Marques Garcia “um bom exemplo que devemos replicar noutras ocasiões. Procuramos resolver problemas que são sentidos nos dois concelhos e juntar esforços”.

Classificou este acordo um “bom exemplo, quando juntamos esforços e recursos para prestar um melhor serviço público”.

O CIRAE-BM ficará localizado junto ao Mercado Abastecedor do Barreiro e irá contemplar 33 boxes para cães, celas de quarentena, um gatil e um espaço administrativo, explicou a vereadora Sofia Martins, responsável pelas Obras Municipais e Equipamentos Municipais.

Recorde-se que, os municípios celebram este protocolo a 12 de novembro do ano passado, tendo sido a adenda aprovada na reunião pública da CMB, a 28 de janeiro de 2015.

Prevê-se um valor inicial da obra de, aproximadamente, 335.000,00 €. Segundo o Protocolo, em relação às despesas com a construção do CIRAE-BM, bem como todas as despesas ou encargos resultantes do Protocolo, estas irão obedecer a uma repartição de 60% para o Município do Barreiro e de 40% para o Município da Moita.

Partilhe esta notícia