Na reunião de câmara de 6 de janeiro, Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, informou que o Serviço Municipal de Proteção Civil colaborou com as operações de resgate ao catamarã Algés.

O catamarã da empresa Transtejo encalhou num banco de areia do Rio Tejo, na manobra de acostagem, pelas 17h25, do dia 5 de janeiro.

Os Bombeiros Voluntários do Montijo e a Polícia Marítima deram apoio permanente aos passageiros no interior do catamarã, disponibilizando um socorrista para apoio pré-hospitalar e os mantimentos necessários, não tendo sido registada qualquer vítima. As operações de resgate terminaram pelas 22h00.

“Nas operações de socorro estiveram envolvidos quatro veículos, cinco embarcações e 16 operacionais dos Bombeiros Voluntários do Montijo, da Polícia de Segurança Pública e da Polícia Marítima, todos eles comandados pela autoridade marítima” esclareceu o autarca.

Como responsável pela Protecção Civil Municipal do Montijo, Nuno Canta manifestou o seu reconhecimento aos operacionais envolvidos “pelo profissionalismo, capacidade e disponibilidade demonstrados nesta operação”.

Partilhe esta notícia