Para dar início a esta nova rubrica, nada melhor do que abordar este tema tão presente, infelizmente, na nossa alimentação.

O açúcar corresponde à principal fonte de energia do nosso corpo. No entanto, é preciso ter atenção porque quando se ingere uma quantidade elevada de açúcar, os níveis no sangue aumentam exponencialmente. Será que proporciona níveis elevados de energia? Não! O corpo apenas utiliza o que necessita e armazena o restante sob a forma de gordura!

O problema é que o açúcar está “escondido” em diversos alimentos como bolachas, doces, molhos industriais, sumos e refrigerantes, etc. Para além disso, pode surgir com diferentes nomes na lista de ingredientes: sacarose, frutose, glucose, xarope de glucose, dextrose, maltodextrina e xarope de milho.

Acabamos por consumir muito mais açúcar do que aquele que o nosso corpo foi programado para receber e a longo prazo pode conduzir a alterações graves como obesidade, diabetes tipo 2, demência, doenças cardiovasculares e até doenças oncológicas.

Posto isto, vale a pena refletir e relembrar: o importante é manter um equilíbrio e não exagerar. Eduque o seu paladar e aproveite o sabor natural dos alimentos, esteja atento à lista de ingredientes e tente reduzir o açúcar adicionado.

Mude os seus hábitos alimentares, o seu corpo agradece.

 

Inês Lourenço

Nutricionista

 

Partilhe esta notícia