O Município do Montijo atingiu o primeiro lugar no Distrito de Setúbal no Índice de Transparência Municipal, sendo o terceiro melhor município ao nível da Área Metropolitana de Lisboa.

Em declaração proferida na reunião de câmara de 17 de fevereiro, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, referiu que “em 2015, apesar de descer para o 74.º lugar a nível nacional, o Município do Montijo alcançou uma pontuação de 56,18 pontos percentuais, garantindo o primeiro lugar no Distrito de Setúbal e o terceiro lugar na Área Metropolitana de Lisboa”.

“Desde 2013, data em que pela primeira vez fomos avaliados, a pontuação do Município do Montijo tem sempre melhorado. Em 2013 registava 38 pontos percentuais, em 2014 obteve 52,20 pontos percentuais e em 2015 alcançou 56,18 pontos percentuais”, acrescentou.

Para o autarca, estes resultados devem “orgulhar todos os montijenses e constituem um indicador de que estamos no caminho certo. Apesar de estarmos na vanguarda da Transparência Municipal no país, consideramos que temos de continuar a trabalhar para garantir o princípio democrático de uma administração local transparente, com uma governação mais próxima, responsável, aberta e participada”.

O Índice de Transparência Municipal, promovido pela TIAC – Transparência e Integridade, Associação Cívica, organização não-governamental, avalia o grau de transparência de cada município, medido através de uma análise da respetiva página na Internet, nomeadamente o volume e o tipo de informação disponibilizada aos munícipes sobre a estrutura da autarquia, o seu funcionamento e atos de gestão, entre outros tópicos.

 

 

 

 

Leia a declaração do presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta :

 

 

 

DECLARAÇÃO

O Índice de Transparência Municipal 2015

 

 

Senhoras e Senhores Vereadores,

 

A transparência municipal é um princípio ético fundamental para avaliar a qualidade do trabalho da gestão autárquica e do desenvolvimento da democracia local.

Uma sociedade só é verdadeiramente livre e democrática quando as instituições em que assenta tornam públicos todos os seus atos de governo. Na verdade, sem informação não pode haver responsabilização política.

O Índice de Transparência Municipal (ITM) mede o grau de transparência dos municípios em função da informação disponibilizada nos portais das câmaras municipais. Desde 2013, que este índice mede várias dimensões e indicadores, às quais são atribuídos uma pontuação de zero a cem.

Em 2015, apesar de descer para o 74.º lugar a nível nacional, o Município do Montijo alcançou uma pontuação de 56,18 pontos percentuais, garantindo o primeiro lugar no Distrito de Setúbal e o terceiro lugar na Área Metropolitana de Lisboa. Desde 2013, data em que pela primeira vez fomos avaliados, a pontuação do Município do Montijo tem sempre melhorado. Em 2013 registava 38 pontos percentuais, em 2014 obteve 52,20 pontos percentuais e em 2015 alcançou 56,18 pontos percentuais.

Os progressos realizados pela Câmara Municipal do Montijo no Índice de Transparência Municipal, no sentido de cumprir as dimensões e indicadores da sua medição, deve orgulhar todos os montijenses e constituem um indicador de que estamos no caminho certo.

Apesar de estarmos na vanguarda da Transparência Municipal no país, na Área Metropolitana de Lisboa e no Distrito de Setúbal, onde somos o primeiro município no ranking de transparência, consideramos que temos de continuar a trabalhar para garantir o princípio democrático de uma administração local transparente, com uma governação mais próxima, responsável, aberta e participada.

 

Montijo, Paços do Concelho, 17 de fevereiro de 2016

 

O Presidente da Câmara Municipal

 

Nuno Canta