Numa jornada onde se esperavam mexidas na tabela classificativa e onde se esperavam que os denominados “três grandes” poderiam perder pontos, tal não aconteceu. Esta ronda teve dois pratos fortes, o Benfica-V. Guimarães e o Sp. Braga-Sporting. Podia-se esperar alguma surpresa do lado do Porto mas a vitória sobre o Belenenses foi bastante tranquila perante um adversário ainda arrasado pela goleada sofrida na Taça de Portugal. Foi sem grande história onde o Belenenses fez o primeiro remate já nos minutos finais do jogo, pouco há mais para escrever.

Na Luz, o líder do campeonato recebia o Guimarães posicionado em 3º lugar e a fazer uma excelente época. Com a saída de Enzo Pérez e com tantas lesões a afetar o plantel do Benfica, esta era uma prova de fogo séria aos pupilos de Jorge Jesus. No jogo que serviu para homenagear novamente uma das grandes figuras do mundo do futebol pôde-se dizer no final: prova superada com distinção! O Benfica não deu qualquer hipótese ao Guimarães, dominou em toda a linha e até fez regressar a nota artística que muito defendiam que estava a ser substituída pelo pragmatismo. Ao intervalo 1-0 era um resultado lisonjeiro para o Guimarães que, para além do golo sofrido, viu ainda 3 bolas a bater nos ferros da sua baliza. Apesar da derrota, ninguém pode tirar o mérito a Rui vitória que treina esta equipa de jovens talentos e de que muitos duvidavam e há que dar também muito mérito a Jorge Jesus que com tantas saídas e lesões mantém o Benfica no topo e um sério candidato a revalidar o título.

O outro prato forte da jornada era sem dúvida o Braga-Sporting e quem esperava ver um bom jogo de futebol não viu defraudadas as suas expetativas. Após a derrota do Guimarães, estava aqui a oportunidade para as duas equipas poderem chegar ao pódio do nosso campeonato e estavam aqui duas equipas bastante motivadas pelos últimos resultados. O jogo teve uma primeira parte equilibrada com as duas equipas a poderem chegar ao golo mas a eficácia foi nula para ambos os lados. Na segunda parte o Sporting entrou mais forte e remeteu o Braga à sua defesa mas não conseguiu concretizar em golo as oportunidades que teve. O Braga ainda chegou a equilibrar um pouco mas descrevendo o jogo em geral foi o Sporting que mais procurou chegar à vitória. Quando já ninguém o fazia prever apareceu o herói improvável. Tanaka no último momento do jogo marca de livre um grande golo e dá os 3 pontos e o 3º lugar isolado ao Sporting. Ainda é cedo para dizer que está a aparecer um jogador decisivo mas está a caminhar para isso.

A primeira volta está a chegar ao fim e cada jornada vai-se tornando decisiva para o desfecho deste campeonato. Vamos acompanhando com atenção os próximos capítulos e esperamos que hoje Cristiano Ronaldo ganhe a sua terceira bola de ouro, com o que fez no ano de 2014 certamente que merece.

 

Por: Ricardo Santos

Marketeer

Partilhe esta notícia