A próxima iniciativa de “Reserva o Sábado” está agendada para 5 de março. Entre as 18h45 e as 20h45, na Mata Nacional da Machada, terá como tema “Mata ao Luar”. Esta atividade, para a toda a família, é gratuita. As inscrições deverão ser efetuada através da Linha Verde 800 912 070 (gratuita). Máximo de 25 pessoas de todas as idades.

A última “Reserva o Sábado”, com o mote “O Sapal ao Microscópio – Observação da Biodiversidade”, que decorreu na manhã de 6 de fevereiro último, reuniu três dezenas de interessados que esgotaram as inscrições.

 

«Quando o sol de põe, uma nova vida desperta na Mata. E nós convidamo-lo a vir à sua descoberta.

Em março, a Reserva o Sábado  leva-o a descobrir insetos, mamíferos, anfíbios e aves, num passeio noturno pela Mata, acompanhados do biólogo Mário Carmo, focando pontos-chave como a importância destes seres nos ecossistemas e na nossa vivência mundana.

Observe borboletas noturnas em armadilha luminosa (inofensiva), faça a deteção bioacústica de morcegos e rapinas noturnas (mochos e corujas) e termine a noite com a escuta de coros de anfíbios da Mata da Machada.»

 

Última iniciativa, realizada a 6 de fevereiro

 

Com uma população muito diversa – nomeadamente em idades, incluindo pais com filhos –, “O Sapal ao Microscópio – Observação da Biodiversidade” contou com uma comunicação, em Powerpoint, sobre Sapais: biodiversidade e importância – com a apresentação, em particular, da visão sobre o Sapal do Rio Coina.

 

Realizou-se uma caminhada até ao sapal com vários pontos de paragem, com a observação da flora (destaque para as plantas halófitas: morraça, espartina, gramata). Falou-se sobre plantas invasoras e arrancou-se um pouco de chorão-da-praia (planta invasora contemplada no projeto biodiscoveries), presença na zona de Sapal. Falou-se, ainda, sobre a fauna (observação da avifauna com telescópios e binóculos: alfaiate, garça, piadeira, perna-vermelha, perna-verde, tarambola, guincho,  gaivota-de-pernas-amarelas) e seus vestígios (penas de limícolas, latrinas de coelhos).

Após a visita de campo, o grupo retomou ao Centro de Educação Ambiental da Mata da Machada e Sapal do Coina e procedeu à observação ao microscópio e lupa binocular de amostras de alguma biodiversidade recolhida na véspera como os micro crustáceos.

A apreciação geral dos participantes sobre a iniciativa foi muito positiva.

 

“Reserva ao Sábado” é promovida pelo Centro de Educação Ambiental, da Câmara Municipal do Barreiro.

Partilhe esta notícia