O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, anunciou hoje (13 de janeiro), no Montijo, o lançamento da obra de beneficiação da Estrada Nacional 4 (EN4) num investimento de 4,5 milhões de euros a executar neste e no próximo ano.

Em cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho do Montijo, Pedro Marques, afirmou que o Governo “está a cumprir o prometido às populações”. O governante relembrou que a Estrada Nacional 4 tem sido uma preocupação do presidente da Câmara Municipal do Montijo que, assim que o Governo tomou posse, abordou este assunto em reunião oficial com o ministério.

“Esta é uma obra transformadora, muito importante para o Montijo, Palmela e Alcochete, mas também para a circulação global do país, pois é uma via muito utilizada para o transporte pesado de mercadorias. Num contexto de dificuldades que vamos ultrapassando gradualmente, a prioridade neste tipo de obras é reforçar a segurança das populações”, afirmou Pedro Marques, acrescentado que esta é “uma obra com impacto na economia, porque cria postos de trabalho e cria melhores condições para as empresas de transporte de mercadorias”.

Para o presidente da Câmara Municipal do Montijo, este é um momento “de grande significado para todos os que circulam na Estrada Nacional 4. É um empreendimento de grande impacto nos concelhos do Montijo, de Palmela e de Alcochete, mas também na região de Setúbal e no país. A beneficiação da EN4, conferindo-lhe mais segurança, corresponde a uma necessidade essencial ao desenvolvimento e há muito que é ansiada pelas populações, pelos agentes económicos e pelas autarquias”.

A empreitada de beneficiação da EN4, cujo concurso público já foi lançado, deverá começar em agosto deste ano, tendo um prazo de execução de 330 dias. Será intervencionado um troço de 25,5 quilómetros, na interseção da EN4 com a EN118 (Montijo) e a EN10 (Pegões).

A Estrada Nacional 4 é uma via rodoviária que faz a ligação entre Portugal e Espanha e que carece de obras urgentes no troço compreendido entre o Montijo e Pegões, pois apresenta graves problemas no pavimento provocados pelo elevado tráfego de veículos pesados.

 

Partilhe esta notícia