A regra de ouro é educar na infância, fomentando os bons hábitos de higiene dentária para ser um adolescente com uns dentes bonitos e bem tratados. Os dentes devem ser escovados após cada refeição, com uma pasta enriquecida com flúor, a fim de evitar a criação de placa bacteriana, gengivites e cáries.

Deve também passar-se diariamente o fio dental entre os dentes e sob a linha gengival, caso contrário, os resíduos aí acumulados, sob a forma de placa bacteriana, darão lugar ao tártaro. Aconselha-se a redução do consumo de açúcares e amidos.

São essenciais as idas periódicas ao dentista, a fim de examinar e proceder a uma limpeza mais profunda dos dentes. A higiene bucal prolonga a vida dos dentes, confere um hálito saudável e um sorriso bonito.

Problemas dentários na adolescência:

Ortodontia – Os aparelhos são o método utilizado para correção de dentes mal posicionados, encavalitados ou muito espaçados. Este problema poderá gerar outros e é maior a dificuldade no seu tratamento. O médico irá avaliar a necessidade de cada caso para o uso de aparelho e quais as especificidades desse mesmo aparelho. Neste caso, a escovagem é ainda mais importante.

Protetores bucais – Principalmente os jovens que praticam desportos mais violentos, onde haja o risco de os seus dentes serem atingidos, é recomendável defender os mesmos usando um protetor bucal, evitando igualmente danos a nível dos lábios.

Nutrição – Os jovens deverão moderar o consumo de doces, amidos e refrigerantes. Estes causam o aparecimento de placa bacteriana, que danificará o esmalte dos dentes. A ação nociva dos ácidos, contidos nestes alimento,s agride os dentes durante mais de 20 minutos. Os lanches deveriam ser maioritariamente compostos por frutas, iogurtes, queijo e verduras cruas.

Fumo – Os hábitos tabágicos mancham os dentes e as gengivas, além do mau-cheiro e dos outros danos que causam à saúde. Aumentam ainda o aparecimento de gengivites e cancro bucal.

Piercing na boca – A moda dos piercings pode trazer complicações graves, como infeções, sangramento, afeções de algum nervo. Também se corre o risco de engasgar com os pinos e argolas. Antes de fazer um piercing fale com o seu dentista, a fim de não prejudicar irremediavelmente a sua boca e os seus dentes.

Distúrbios alimentares – Os problemas de ordem nervosa, como a anorexia e a bulimia também afetam os dentes, provocando a corrosão do esmalte.
Médico Dentista Nuno Alegria

Clínica Médica Dentária Nuno Alegria

Contacto: clinicanunoalegria@hotmail.com

Site: http://www.centroimplantologiaalmada.com/

Facebook: https://www.facebook.com/centroimplantologia.almada

Partilhe esta notícia