Gosta do seu país? Está farto de política? Acha que os partidos são todos iguais? O que acha da disciplina de voto na Assembleia da Republica? Gosta da forma como o nosso país tem sido governado nos últimos mandatos? Acha que pode mudar este país?

Pois… agora tem um Movimento de cidadãos que o compreende, o ouve e lhe solicita a sua opinião. Mais… connosco pode ser candidato às Primárias e votar em igualdade de circunstância com os que já cá estão. Aqui quem manda são os cidadãos. Aqui o programa está a ser elaborado por 4.200 subscritores a partir das linhas programáticas elaboradas por eles e aprovadas por todos em Assembleia cidadã.

Deseja mais austeridade ou um Bloco Central? Então vote nos mesmos de sempre ou não cumpra o seu dever cívico. Verá os seus filhos e netos irem para os países que querem manter o nosso em crise. Verá também cair a Constituição da Republica Portuguesa bem como os direitos à educação e à saúde para todos. Verá também o seu ordenado ou pensão diminuírem e ainda dizerem que aguentamos mais austeridade.

Não vai cumprir o seu dever cívico ou vai fazê-lo votando nos mesmos de sempre? Então talvez perca a última oportunidade de votar em alguém que o defenda. Daqui para a frente talvez nem o deixem votar.

Acha que as administrações do BPN, o BPP e o BES agiram de boa fé e sem relações políticas? Então… se não rompermos com a alternância política verá que outros bancos cairão e que os mesmos de sempre pagarão a fatura.

Quer trabalhar mais horas por semana por menos dinheiro? Então não vote ou faça-o nos mesmos de sempre e acabe de vez com a restauração, a hotelaria, as piscinas, os ginásios, as escolas privadas e deixe de ver a sua família tornando-se escravo. Torne o seu país subdesenvolvido e dependente, cheio de desigualdades e aceite os discursos populistas de que somos nós que vivemos acima das nossas possibilidades.

Quer que a sua reforma seja vivida sem saúde ou já não a poder gozar? Então verifique se todos se reformam com a mesma idade, com as mesmas pensões e com as mesmas mordomias.

Poderia perguntar muitas coisas. Muitas leis não são justas e têm de mudar, outras existem e não são aplicadas. Não sabemos tudo… mas quem sabe alguma coisa tem o direito e o dever de ajudar a mudar este país.

Há que acabar com o serviço público de segurança aos políticos paga por todos nós. Os políticos se querem andar de carro andem com os seus, se querem ter motoristas ou serviços de segurança paguem-nos.

Porque é que a dívida pública aumentou, os empréstimos aumentaram, os salários diminuíram, a carga fiscal aumentou, o consumo diminuiu, passou a trabalhar mais horas e passou a haver mais desemprego e ainda nos dizem que “o país está melhor” ou que “não estraguem o nosso esforço”? Melhor para quem? Esforço em atingir a pobreza extrema? Será que a Troika ou o Eurogrupo estavam à espera de um cenário diferente?

Qualquer pequeno empresário sem qualificações percebe que o seu negócio depende do poder de compra das famílias. A empresa só sobrevive se vender, se o dinheiro circular, se o dinheiro estiver uniformemente distribuído, se todos puderem comprar. Há que reformar a política fiscal de forma que as classes menos favorecidas aumentem o seu poder de compra.

Dia 21 de Maio termina o prazo para se candidatar às Primárias. Candidate-te já hoje. Dia 20 e 21 de Junho vote nas Primárias. para isso subscreva a candidatura LIVRE/Tempo de Avançar.

 

Luís Figueiredo

Representante do Distrito de Setúbal no Conselho do “LIVRE/Tempo de Avançar”

Partilhe esta notícia