O Movimento Cívico Montijo (MCM), de acordo com os responsáveis, pretende “contribuir para a melhoria do território, através de ações simples e executáveis sem qualquer encargo financeiro para os participantes” que devem apenas dispor de “algum tempo livre” e “empenho”.

O MCM está “sempre de portas abertas à participação dos populares” que desejem fazer parte das atividades, uma vez que “apenas com a participação ativa da população de Montijo, este Movimento poderá ser uma realidade”.

“O MCM conta com todos os montijenses que pretendem fazer da antiga Aldeia Galega do Ribatejo um espaço melhor para viver e trabalhar. O facto de residirmos numa terra com 500 anos de história, não implica vivermos na Idade Média”, acentuam os responsáveis.

Para o MCM o percurso que agora vão iniciar será “sinuoso e contará com alguns obstáculos levantados pela habitual inércia do nada fazer”, contudo acreditam que muitas pessoas pretendem tirar o melhor partido da antiga Aldeia Galega “para si e para as gerações vindouras” e que por isso irão, certamente, abraçar a causa.