A Câmara Municipal de Palmela e a Dançarte, companhia residente no Cineteatro S. João, assinalam o Dia Mundial da Dança (29 de abril) com um conjunto de propostas para todos os públicos, afirmando Palmela, cada vez mais, como polo de desenvolvimento desta forma de expressão artística.

A apresentação, a 11 de abril, da performance “Peças de Daniela Cruz”, em resultado da residência artística desta criadora e intérprete no Cineteatro S. João; um novo Baile de Danças Tradicionais Europeias com Leónia de Oliveira e os “String Fling”, na Biblioteca de Palmela, no dia 27; uma sessão para o público escolar do espetáculo “A Nova Bailarina”, no Cineteatro S. João, no dia 29; e, também, a 29, durante a tarde, um momento de dança criativa para todos, no Largo de S. João e no Cineteatro, com a participação de várias classes e monitores, são as propostas que integram o programa comemorativo.

Promover a dança junto da comunidade, motivar públicos e realçar os benefícios da sua prática são alguns dos principais objetivos desta data, criada em 1982 pelo Comité Internacional da Dança da UNESCO, tendo por base o nascimento, em 1727, de Jean-Georges Noverre, um dos grandes nomes da dança de todos os tempos.

Mais informações através do telefone 212336630.

 11 de Abril, 21h30

Cineteatro S. João, Palmela

Peças de Daniela Cruz

Residência 1/ 2014

Reservas e informações: 212336630

Bilheteira: 5€

 

27 de Abril, 16h00

Auditório Biblioteca Municipal de Palmela

Baile de Danças Tradicionais Europeias

Leónia de Oliveira com String Fling

Entrada: 4€

Bilheteira no local

 

29 Abril, 10h30

Cineteatro S. João, Palmela

A Nova Bailarina

Jangada de Pedra – Produção de dança e teatro

Org.: Artemrede com Câmara Municipal de Palmela

Público escolar

 

29 de Abril, 18h

Largo S. João e Cineteatro S. João, Palmela

Momento de Dança para Todos

Entrada Livre

Dança Criativa com Sofia Belchior; Danças Tradicionais com Leónia Oliveira, Baby Ballet com Ana Avelino e Iniciação ao movimento com Sofia Luz da UnikGymdance  e Sevilhanas com Maria José Navarro, classe da Sociedade Filarmónica Humanitária.

 

image001

 

 

 

Fonte:CMP

Partilhe esta notícia