Na sequência dos vários Incêndios Florestais que assolam o país, com especial gravidade na zona centro, o Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste foi acionado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) para integrar os três Grupos de Reforço (GRIF) de Setúbal que se encontram nos Teatros de Operações de Pedrógão Grande, Góis e Figueiró dos Vinhos.

A participação do Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste é a seguinte:

  • Veículo Rural de Combate a Incêndios VRCI 01, com cinco bombeiros
  • Veículo Especial Tático de Apoio VETA 01, com dois bombeiros
  • Veículo de Comando Operacional Tático VCOT 03, com um elemento de comando e um bombeiro
  • Veículo Tanque Tático VTTU 01, com dois bombeiros

O Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste tem assim um elemento de comando e dez bombeiros diretamente envolvidos nos vários Teatros de Operações, salientando que no âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais DECIF 2017, no mês de junho apenas é comparticipada pela ANPC uma Equipa de Combate a Incêndios (ECIN), composta por cinco bombeiros.

Este envolvimento do CB do Sul e Sueste implica um enorme esforço dos bombeiros, sejam assalariados ou voluntários, acompanhado por um não menor esforço de comandamento para garantir este nível de participação nos GRIFs de Setúbal, ao mesmo tempo que se garantem os piquetes de prevenção no quartel para a Área se Atuação Própria e áreas contíguas. Esta atividade operacional excecional no âmbito do socorro, obriga a um esforço acrescido na coordenação do transporte não urgente de doentes e das crianças com necessidades educativas especiais para que se cumpra diariamente com os compromissos contratuais a que a AHBV Sul e Sueste está obrigada, sem os quais a estrutura permanente não seria a que é, e sem ela, a capacidade humana para o socorro e a emergência também não.

No meio de tudo isto, ainda foi possível mobilizar a população barreirense e contribuir em larga medida para o carregamento de um semi-reboque providenciado pela CMBarreiro com toneladas de mantimentos para serem transportadas para as zonas do país mais afetafas pelos incêndios florestais. Em colaboração com a Baía do Tejo e com o Corpo de Bombeiros do Pinhal Novo, foi possível carregar no dia seguinte um outro semi-reboque, propriedade da AHBV Sul e Sueste, com 10.000 litros de água que foram transportados a expensas da AHBV Sul e Sueste e entregues no quartel do Corpo de Bombeiros de Góis.

Assim, a Direção da AHBV Sul e Sueste:

Louva os bombeiros voluntários e os bombeiros assalariados do Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste, os quais têm sido inexcedíveis na sua disponibilidade, prontidão e atuação.

Louva o Comando do Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste, na pessoa do Comandante Acácio Coelho, pela energia despendida na gestão operacional que tem permitido excelentes níveis de desempenho.

Louva o trabalho de Coordenação do transporte não urgente de doentes, na pessoa do 2º Comandante Caetano Beja, pilar imprescindível da auto-sustentabilidade humana, material e financeira da AHBV Sul e Sueste e do Corpo de Bombeiros, trabalho esse fortemente dificultado pela cedência de alguns bombeiros assalariados para integrar os GRIFs de Setúbal.

Partilhe esta notícia