Património da Água na Freguesia do Castelo

Dia 18 de abril, quinta-feira, às 15 horas, na Azoia e Cabo Espichel

O património da água na freguesia do Castelo é o tema de uma caminhada que vai dar a conhecer mais sobre o Aqueduto do séc. XVIII e a Casa da Água do Santuário do Cabo Espichel. O ponto de encontro é junto à Capela da Azoia, onde será feita uma contextualização do projeto de levantamento do património da água da freguesia do Castelo, que está a ser realizado pela Câmara Municipal e pela junta de freguesia, e tem como objetivo a identificação, inventariação e descrição histórica dos testemunhos materiais (fontes, fontanários, chafarizes, poços, minas, aquedutos, tal como o restante património associado) que chegaram aos nossos dias.

Ao longo da visita guiada pelo aqueduto do Santuário do Cabo é explicado o contexto da sua construção e os seus pormenores técnicos, na ótica da engenharia hidráulica do séc. XVIII, e dentro da lógica de funcionamento do complexo e da utilização do Santuário. Depois de uma caminhada de cerca de dois quilómetros, é altura de contemplar a Casa da Água do Cabo Espichel, restaurada recentemente pela Câmara Municipal. O edifício foi construído pelo Rei D. José, por volta de 1770, para receber água a partir da Azoia, através do aqueduto, que abastecia todo o conjunto.

A caminhada assinala o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, instituído pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, que este ano tem como temática o Património e Paisagem Rural.

A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de Sesimbra e tem o apoio da Junta de Freguesia do Castelo. Os participantes podem inscrever-se através do número 21 228 82 07 ou pelo e-mail rui.marques@cm-sesimbra.pt.

Partilhe esta notícia