O vereador do PSD, Bruno Vitorino, lamenta que a CDU e o PS não tenham aprovado a proposta por si apresentada, em reunião de Câmara, para a criação de uma equipa  especializada de limpeza de paredes e remoção de grafittis.

A proposta previa a limpeza do património vandalizado, como edifícios públicos, papeleiras, caixotes do lixo, sinais de trânsito.

Bruno Vitorino defendia também que a Câmara podia limpar as paredes dos prédios de habitação que fossem vítimas dessas ações, ajudando os moradores.

“PCP e PS querem perpetuar nos edifícios públicos e privados, as marcas de vandalismo que assolam a nossa cidade. Não lhes interessa que isso tenha efeitos extremamente negativos na imagem da cidade, para além dos prejuízos financeiros que causam a todos nós”, sublinha.

Esta equipa seria constituída por elementos destacados da higiene urbana, especialmente afeta a esta missão de limpeza, com formação específica e equipamentos próprios, e que possa estar em permanência nas ruas do Barreiro, por forma recuperar e limpar os equipamentos públicos e, também, intervir nos prédios privados por solicitação dos respetivos moradores.

“Mais uma vez a CDU e o PS fecham os olhos a este tipo de ocorrências, fingindo que as mesmas não existem”, adianta. “É lamentável que o PSD esteja sozinho nesta luta, mas isto prova, mais uma vez, que a nossa visão para a cidade é totalmente diferente da do PCP e do PS”.

Bruno Vitorino garante vai continuar a defender “uma cidade justa e com regras, mas também limpa e recuperada.”

Partilhe esta notícia