A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Sul e Sueste, no concelho do Barreiro, assinou um protocolo em 2008 com o INEM para a instalação de um Posto de Reserva (PR) no quadro do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM), mas ambiciona a constituição de um Posto de Emergência Médica (PEM).

A Associação afirma que tem condições para assumir um Posto de Emergência Médica – têm 30 tripulantes de ambulância de socorro (re)certificados e estão mais duas bombeiras em formação.

No ano de 2015 o Posto de Reserva atingiu o rácio de 99,92% de integração de pelo menos um tripulante de ambulância de socorro; teve um acréscimo de 21,3% na resposta aos pedidos do CODU totalizando 2.709 episódios, o que corresponde a uma média de 7,4 por dia, ultrapassando o número mínimo considerado pelo INEM para atribuir um Posto de Emergência Médica em meio urbano. Ao número total de serviços, acrescem ainda mais 203 serviços de emergência pré-hospitalar efetuados fora do âmbito do SIEM, o que totaliza 2.912 serviços.

Os deputados do PCP, Paula Santos, Francisco Lopes e Bruno Dias, quiseram saber se o Governo pondera a possibilidade de instalar um Posto de Emergência Médica no Corpo de Bombeiros do Sul e Sueste e , em caso afirmativo, qual a calendarização para a sua concretização.

O Gabinete de Imprensa da DORS do PCP

Partilhe esta notícia