As instalações da Escola Básica de 2º e 3º ciclos de Corroios remontam a 1986. Com mais de 30 anos, a degradação do parque escolar é uma realidade. Desde que se encontra em

Funcionamento, esta escola nunca foi sujeita a uma intervenção de conservação e manutenção profunda. As infraestruturas fundamentais precisam de ser substituídas rapidamente – frequentemente as canalizações, a rede de saneamento e a rede elétrica estão com problemas.

 

Perdas de água, com custos acrescidos na fatura ou ruturas frequentes com custos elevados para a sua reparação são alguns dos exemplos que demonstram a necessidade de intervir (até numa perspetiva de otimizar os recursos públicos).

 

As intervenções realizadas nesta escola têm ocorrido com recurso à boa vontade da

comunidade escolar, mas não conseguem resolver os problemas profundos com que esta

escola se confronta.

 

A situação em que se encontra esta escola, que atualmente integra o Agrupamento de Escolas João de Barros, resulta do desinvestimento a que a Escola Pública tem sido votada por sucessivos governos. É fundamental reforçar o investimento de forma a que o parque escolar garanta condições adequadas de funcionamento, dê resposta às exigências do processo ensino/aprendizagem e proporcione o sucesso escolar.

 

Os deputados do PCP, Paula Santos, Francisco Lopes e Bruno Dias, quiseram saber qual o acompanhamento que o Governo tem feito sobre as condições em que se encontra as suas instalações e se pondera realizar uma intervenção de conservação e manutenção

profunda ao nível das infraestruturas.

 

Os deputados comunistas também questionaram o Governo sobre o tipo de medidas que vai  tomar de modo a dotar esta escolas das condições físicas adequadas ao seu funcionamento.

 

 

O Gabinete de Imprensa da DORS do PCP

Partilhe esta notícia