A intervenção nas autarquias constitui para nós Partido Ecologista “ Os Verdes” uma área privilegiada para a promoção de um modelo alternativo de sociedade, assente numa postura de convergência e participação dos cidadãos na gestão do seu quotidiano e condições de vida.

Para nós a atividade autárquica pressupõe uma prática ligada à realidade ecológica e à identidade cultural, só possível de concretizar através de projetos políticos abrangentes e dinâmicos que respeitem as diferenças e promovam a criatividade geradora de novas estratégias de desenvolvimento e do reforço das varias formas de democracia participativa. A nossa eleição nos órgãos autárquicos reveste-se de um significado profundo.

O Poder local Democratico é uma das mais importantes conquistas do 25 de abril. Estaremos sempre na 1ª linha para que esta valorosa conquista do 25 Abril seja ao mesmo tempo um espaço de defesa e promoção da democracia e da realização eficaz das aspirações populares em matéria de bem estar e de vivência democrática.

quem somos, de onde vimos e para onde vamos

Se alguém nos perguntar como nos vamos apresentar ao eleitorado nesta pré-campanha e campanha que culminará com o voto popular em 1 de Outubro, talvez possamos responder, com a necessária humildade democrática mas com profunda convicção, que somos gente que faz, gente que trabalha, gente com projetos e gente de confiança.

Sim, somos gente que faz esta região, a região de setubal, por vontade do povo, que se orgulha do seu património de passadas e marcantes realizações e de dar continuidade e desenvolvimento a uma prolongada ação autárquica que mudou profundamente os nossos concelhos e somos também gente que faz com uma irrepreensível ética de serviço público e sempre em diálogo estreito com a população.

Sim, somos gente que trabalha e, sem prejuízo de deficiências e insuficiências, julgamos que estaremos em condições de demonstrar detalhadamente às populações que o mandato que terminará em Outubro foi marcado por uma intensa actividade autárquica, pelo cumprimento dos compromissos assumidos em 2013.

A 4 meses das eleções, os candidatos da CDU são homens e mulheres, gente honrada, trabalhadora que vê nos valores de abril os instrumentos para a construção de uma sociedade onde todos tenham lugar, esperança e direito à dignidade de vida. É esse o rumo que temos desenvolvido a nível nacional. Fomos nós, eleitos do PEV e do PCP na Assembleia da Republica, que tudo fizemos e trabalhamos para recuperar rendimentos cortados pelo governo PSD/CDS, ou recuperar as 35 horas, ou aumentar apoios sociais imperscindíveis

para combater a pobreza, estes são alguns dos direitos recuperados graças a nós CDU. Quanto mais forte a CDU na Assembleia da Republica ou no Poder Local, melhor é para os nossos cidadãos.

Porém, a voz da CDU nas próximas eleições de 1 de outubro não se limita aos candidatos, são precisos todos os militantes e simpatizantes da CDU e todos aqueles que se identificam com os projetos da CDU e seus valores.

A nossa região, Setúbal, precisa cada vez mais de um Poder Local Democratico, forte e só a CDU e os seus candidatos têm a determinação, a experiencia e a dedicação a esta população da região.

 

Álvaro Saraiva

Membro da Comissão Executiva Nacional do PEV