As obras do programa Pólis Litoral Sudoeste na zona costeira do concelho de Sines estão a decorrer. Duas delas, em São Torpes e na arriba junto ao portinho de Porto Covo, estão em fase adiantada de execução. A terceira, na Praia da Samouqueira, decorre até ao final do ano.

A obra na Praia da Samouqueira representa um investimento superior a 200 mil euros e inclui um parque de estacionamento, um passadiço / miradouro, remodelação da escada de acesso à praia, plantação de espécies vegetais típicas desta zona e criação de condições para a instalação de um apoio de praia.

Na cerimónia de início da empreitada, que decorreu no local, no dia 12 de junho, o presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, disse que a intervenção se enquadra no objetivo de “atrair mais turistas e diversificar a economia de Sines, que não pode continuar apenas assente na sua plataforma portuária e industrial”.

O presidente da Câmara afirmou também que, embora não seja seguro que possa vir a fazê-lo com apoio do programa Pólis, o município tem a intenção de avançar com uma candidatura para realizar intervenções semelhantes nas Praias da Ilha do Pessegueiro, Praia Grande de Porto Covo e Praia do Porto Covinho.

O presidente do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, André Matoso, agradeceu a dinâmica da Câmara Municipal que permitiu “desbloquear o avanço destas obras”, e disse que as intervenções têm como objetivo, ao mesmo tempo, “acautelar os valores naturais desta costa e melhorar as condições de segurança e de fruição de quem a visita”.

André Matoso reconheceu que o calendário de execução da obra da Samouqueira, relacionado com as obrigações de execução dos fundos europeus até 31 de dezembro, não é o ideal, mas disse esperar que, daqui a um ano já ninguém se lembre dos transtornos causados em 2015.

As duas outras obras no concelho de Sines, em fase mais adiantada de execução, enquadram-se numa empreitada de proteção e recuperação de sistemas dunares e arribas de várias praias do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Em São Torpes, foram prioridades a substituição de espécies infestantes por espécies autóctones e a colocação de barreiras aos estacionamentos indevidos para proteger os sistemas dunares e as arribas muito fragilizadas pelos temporais.

A intervenção na zona de falésia imediatamente a sul do portinho de Porto Covo consistiu na recuperação da vegetação natural, bastante degradada pelo pisoteio excessivo, e na organização dos acessos de automóveis e peões, incluindo a criação de um miradouro.

As obras do Polis Litoral Sudoeste são cofinanciadas por fundos FEDER / União Europeia, no âmbito do QREN 2007-2013.

O município de Sines é uma das entidades acionistas da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, juntamente com o Governo de Portugal e os municípios de Odemira, Alzejur e Vila do Bispo.

Partilhe esta notícia