Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) dá início, na próxima sexta-feira, dia 28, à atividade Oficina das Profissões, convidando cerca de 140 crianças e jovens dos concelhos de Setúbal e da Moita a visitar as suas instalações e a conhecer, num registo lúdico, através de experiências nos laboratórios e simuladores existentes, um pouco do que o ensino superior tem para oferecer, da Saúde às Ciências Empresariais, passando pelas Tecnologias e Engenharias, Educação, Desporto e Comunicação.   

A iniciativa insere-se na política de responsabilidade social do IPS e abarca crianças e jovens, dos seis aos 17 anos, de dois bairros abrangidos pelo programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade”, da responsabilidade da Câmara Municipal de Setúbal, bem como de comunidades também socialmente vulneráveis do concelho da Moita, onde o projeto TASSE – E7G, do qual o IPS também é parceiro, está a fazer um trabalho de prevenção do insucesso escolar.

primeiro dia centra-se nas quatro escolas superiores do campus de Setúbal do IPS – Ciências Empresariais (ESCE), Saúde (ESS), Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal) e de Educação (ESE) – envolvendo cerca de 50 crianças da Alameda das Palmeiras e Quinta de Santo António, Setúbal, em atividades entre as 10h00 e as 17h00. 

O dia 3 de julho será dedicado a cerca de 70 crianças e jovens do projeto TASSE – E7G, também entre as 10h00 e as 17h00, em atividades em torno da Educação e da Saúde, seguindo-se, a 4 de julho, mais uma ronda da Oficina das Profissões no campus de Setúbal do IPS, desta vez em torno das Ciências Empresariais e da Tecnologia, a que se juntam também 20 crianças do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade”.

A iniciativa encerra a 5 de julho, na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro), com uma manhã para descobrir os universos da Bioinformática, Biotecnologia, engenharias Civil e Química e Tecnologias do Petróleo, entre outros domínios do conhecimento, envolvendo os visitantes do projeto TASSE – E7G.

Esta iniciativa do IPS conta com os apoios do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários e da empresa Ovibov 26, Lda.    

Foto: GICOM-IPS

Partilhe esta notícia