O Porto de Sines atribuiu o 1º prémio ensaio, com o valor de cinco mil euros, ao melhor trabalho na área da Gestão e Economia Portuária concluído entre 2012 e 2014.

A 1ª edição deste prémio contou com a participação de três trabalhos, que apresentaram candidatura e foram avaliados pelo júri.

O júri do prémio foi composto pelo Dr. João Franco, presidente do Conselho de administração do Porto de Sines, professores doutores João Duque e José Augusto Felício, do ISEG, professor doutor João Guerreiro, da Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, e Dr. José António Contradanças, quadro da APS.

O júri deliberou atribuir o 1º prémio, por maioria, ao trabalho intitulado “O Porto de Sines – um ativo geoestratégico nacional, da autoria do Doutor Paulo Jorge M. Pires Moreira.

O trabalho vencedor evidencia as capacidades e aspirações do Porto de Sines que, fruto da sua localização e das suas potencialidades competitivas, se afirma como um ativo estratégico capaz de se integrar e satisfazer a procura de uma cadeia do transporte marítimo à escala mundial. O trabalho explora, igualmente, com razoabilidade, as implicações que poderá ter para Sines o alargamento do Canal do Panamá.

A menção honrosa foi atribuída, por unanimidade, ao trabalho “Avaliação de cenários intermodais de transporte para o Porto de Sines: uma oportunidade para o transporte marítimo de curta distância?”, da autoria da Doutora Elisabete Maria Mourinho Arsénio Guterres de Almeida e do Engenheiro José João Prata Oliveira Laranjeira da Silva. Este trabalho foi distinguido pela sua originalidade na abordagem específica de um tema pouco referenciado como potencial para o Porto de Sines, que revela uma boa abordagem metodológica e qualidade científica.

Partilhe esta notícia