A Câmara Municipal de Setúbal aprovou, ontem, em reunião pública, a apresentação da candidatura da Praia da Figueirinha, na Arrábida, ao galardão Bandeira Azul 2016, o que acontece pelo oitavo ano consecutivo.

 

“Os trinta anos da Bandeira Azul” são o tema da edição deste ano da campanha europeia em que as candidaturas ao galardão devem obedecer a um conjunto de 28 critérios, num universo de 32, relacionados com informação e educação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental e equipamentos, bem como segurança e serviços.

 

A existência de informação sobre áreas sensíveis e ecossistemas na área da praia bem como sobre a qualidade da água, a par da realização de, pelo menos, seis atividades de educação ambiental, são alguns dos critérios abrangidos no grupo “Informação e Educação Ambiental”.

 

Já em “Qualidade da Água”, a candidatura da praia à Bandeira Azul 2016 deve respeitar, entre outros, as normas e legislação relativas à frequência e amostragem da qualidade da água e apresentar a ausência absoluta de descargas de águas residuais industriais ou urbanas na área.

 

A necessidade de manter a praia limpa, a existência de equipamentos para recolha seletiva de embalagens, a par da existência de instalações sanitárias em número suficiente, são alguns dos critérios ligados à “Gestão Ambiental e Equipamentos”.

 

Quanto à “Segurança e Serviços”, a existência de nadadores salvadores durante toda a época balnear com o respetivo equipamento de salvamento, a existência de um serviço de primeiros socorros na praia, bem como a existência de uma fonte de água potável devidamente protegida concluem uma vasta lista de itens.

 

A deliberação camarária salienta que a Câmara Municipal de Setúbal considerou estarem “reunidas novamente e pelo oitavo ano consecutivo, as condições mínimas para a apresentação da candidatura à atribuição daquele galardão na Praia da Figueirinha”.

 

O documento destaca, ainda, que a Autarquia continua “a aguardar pelas obras de requalificação das praias adjacentes, nomeadamente Creiro e Portinho da Arrábida”, a cargo da Administração Regional Hidrográfica do Alentejo, integrada na Agência Portuguesa do Ambiente.

 

A Bandeira Azul, atribuída pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa tem como objetivo elevar o grau de consciencialização dos cidadãos para a necessidade de proteção do ambiente marinho e costeiro e incentivar a realização de ações conducentes à resolução de problemas existentes.

Partilhe esta notícia