O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal reúne no próximo dia 9 com o Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque.

A reunião a pedido do Município tem como principal objetivo a defesa da cultura do arroz carolino como prioridade máxima para o desenvolvimento económico da região. O autarca vai acompanhado pelo Engº.José Mota Capitão, da APPAROZ e pelo Engº. Francisco Vacas, Presidente da Associação de Agricultores de Alcácer do Sal. O concelho tem seis mil hectares de arrozal dos 27 mil que existem no país.

Os produtores pretendem a defesa do arroz de Alcácer do Sal através da criação de uma IGP ( Indicação Geográfica Protegida). A nova Política Agrícola Comum (PAC) é outro assunto que a delegação liderada por Vítor Proença vai abordar com o governante. “Há menos ajudas previstas e se não existir apoio aos agricultores do concelho para a produção de arroz, não existe alternativa, porque os solos têm um ph elevado, muito salinizados”, esclareceu o autarca que pretende ainda abordar com o Secretário de Estado da Agricultura a redução das importações de arroz, assim como a implementação de uma fiscalização apertada nos portos.

“Hoje mistura-se muito arroz produzido na região com outros provenientes de outras zonas do mundo, tal como a Tailândia”, adiantou o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal que defende a denominação de origem do arroz de Alcácer, acrescida de um conjunto de medidas de apoio e incentivo à produção nacional.

 

Fonte: CMAlcácer do Sal

Partilhe esta notícia