O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, acompanhado pela Vereadora Ana Soares, responsável pela Rede Viária e pelo Serviço Municipal de Proteção Civil da autarquia reuniu ontem com a Estradas de Portugal para solicitar a reparação urgente do troço do IC1 entre Alcácer do Sal e Grândola, sob o risco de se continuar a prolongar o já negro quadro de acidentes rodoviários naquele itinerário complementar que coloca em causa a segurança dos utilizadores desta via, na qual circulam diariamente de perto de 9 mil veículos, dos quais, 800 são veículos pesados e que desde o inicio do ano já provocou 3 mortos e dezenas de feridos em acidentes graves. Durante a reunião, a Estradas de Portugal, informou a delegação da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, de que só após a renegociação entre o Estado Português e o Consórcio detentor da sub – concessão do IC1, e após o lançamento de um concurso público para a reparação do troço de cerca de 16 quilómetros é que as obras poderão arrancar. Uma reparação avaliada em cerca de 6 milhões de euros. Recorde-se que no passado dia 6 de fevereiro, Vítor Proença, Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, também na qualidade de Presidente da CIMAL (Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral), acompanhado pelos Presidentes das Câmaras de Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines, reuniu com o Ministro da Economia, Pires de Lima e com o Secretário de Estado dos Transportes, Infraestruturas e Comunicações, Sérgio Monteiro, na qual foi assegurado aos autarcas que o processo se iniciaria em fevereiro deste ano com conclusão em 2017. Os utentes não se conformam com o estado em que se encontra a via e a falta de soluções e agendaram para o próximo dia 27 de fevereiro uma nova marcha lenta automóvel no IC- 1, entre Alcácer do Sal e Grândola.

 

Partilhe esta notícia