“Inicia-se hoje um percurso crucial do vosso crescimento. Permitam-me referir que apenas cerca de 40 por cento dos jovens com a vossa idade chegam ao ensino superior, o que significa que 60 por cento não equaciona sequer, por vários motivos, prosseguir estudos”, afirmou ontem, 24 de setembro, na tradicional sessão de acolhimento aos novos estudantes, o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), Pedro Dominguinhos, felicitando quem chega de novo pela decisão de avançar mais um passo na sua formação.

 

Pedro Dominguinhos aproveitou o momento de festa no Clube Desportivo, que incluiu igualmente discursos de boas-vindas por parte da presidente da Associação Académica (AAIPS) e da Provedora do Estudante, para fazer as honras da casa, apresentando a instituição e um pouco da sua cultura e valores.

 

“Aqui encontrarão um ensino prático e de qualidade, um ensino em que os docentes estão prontos e disponíveis para vocês, e ainda um ensino de forte colaboração com as empresas e demais organizações, já que o nosso compromisso com a vossa inserção no mercado de trabalho é permanente”, disse, sublinhando que não é por acaso que o IPS se mantém como o segundo politécnico com a maior taxa de empregabilidade a nível nacional.

 

No arranque de uma semana de atividades, em articulação com as Escolas Superiores do IPS e com a AAIPS, desenhada para promover a integração dos recém-chegados à família IPS e às cidades de Setúbal e do Barreiro, o presidente do IPS apelou por fim a “uma praxe que não atente contra a dignidade da pessoa humana e os padrões de sã convivência entre todos” e na qual “só participa quem quer”.

 

E lembrou ainda o “forte compromisso do IPS para com a sustentabilidade e defesa do planeta”, patente na ação de limpeza das praias na zona da Mitrena, em parceria com a cooperativa Ocean Alive, que será levada a cabo por cerca de 350 dos novos estudantes ao longo da manhã de dia 26 de setembro, quinta-feira.

 

Recorde-se que o IPS colocou 800 novos estudantes em licenciatura na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNA), o que representa um crescimento de 250 estudantes face há quatro anos. O total esperado em 2018/2019, entre as três fases do CNA, regimes especiais e de ingresso e estudantes de intercâmbio, é de cerca de 2 000 novos estudantes.

 

 

Partilhe esta notícia