Os Presidentes das Assembleias Municipais dos Municípios do Litoral Alentejano (Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines) decidiram promover ações públicas concertadas, para exigir do Governo a resolução urgente de problemas que afetam as populações dos cinco Municípios. Para o próximo dia 10 de maio, às 16h, está já agendada uma reunião conjunta das cinco Assembleias Municipais no Auditório Municipal Cine Granadeiro, em Grândola.

“Urge mostrar a nossa indignação pelo completo desprezo do Governo pelas populações do Alentejo Litoral”, refere António Balona, presidente da Assembleia Municipal de Alcácer do Sal, dando como exemplo o “estado dramático a que chegou o serviço prestado no Hospital do Litoral Alentejano e as vias rodoviárias”.

A reunião de dia 10 é pública e vai abordar os seguintes assuntos:

  1. Pela consolidação do Hospital do Litoral Alentejano como uma unidade completa, dotada dos recursos humanos e materiais necessários à prestação de um serviço que sirva verdadeiramente as populações;
  2. Conclusão urgente das obras do IP8/A26 entre Sines e Beja;
  3. Reparação urgente do IC1 entre Grândola e Alcácer;
  4. Definição clara do Governo relativo à execução do IC4 e sua rede complementar;
  5. Construção urgente da via-férrea que permita uma ligação rápida entre o Porto de Sines e Espanha.
Partilhe esta notícia