O Primeiro Ministro, os ministros do Ambiente e do Mar, e o Secretário de Estado do Tesouro estiveram, na manhã de ontem, segunda-feira, 26 de junho, no Barreiro. António Costa, João Pedro Matos Fernandes, Ana Paula Vitorino e Álvaro Novo reuniram com membros dos executivos das câmaras municipais do Barreiro, Almada e Seixal, liderados pelos seus presidentes, Carlos Humberto de Carvalho, Joaquim Judas e Joaquim Santos. A comitiva, que também integrou a administração da Baía do Tejo e da Parpública, visitou alguns dos vários locais de reconhecido potencial da Baía Tejo e da zona ribeirinha do Concelho.

 

Em debate estiveram “questões relacionadas com o Arco Ribeirinho Sul”, disse o Presidente da Câmara Municipal do Barreiro (CMB), justificando, por isso, a presença dos responsáveis dos municípios do Barreiro, Almada e Seixal, onde se encontram os restantes territórios que integram este projeto, na margem Sul. Carlos Humberto de Carvalho falou da “atratividade deste território” e da necessidade da sua “promoção” para “potenciar” o Arco Ribeirinho Sul, a AML e o País. Na reunião falou-se, ainda, da Plataforma Multimodal do Barreiro/Terminal de Contentores e da “ligação indispensável construir”, Barreiro-Seixal e Metro Sul do Tejo. O Presidente da CMB manifestou-se satisfeito pela recetividade do Governo às questões sobre mobilidade colocadas “em cima da mesa”.

 

Na sucessão das palavras do Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, o Primeiro Ministro sublinhou a necessidade de valorizar os quase 900 hectares de território da BT (300 situados no Concelho do Barreiro). “São uma grande oportunidade de para o desenvolvimento económico”, disse, defendendo que estes podem ser um “novo motor” para o desenvolvimento da Península de Setúbal e lembrando o processo de descontaminação em marcha nos terrenos da BT e que vai continuar, herança do labor industrial.

“É uma área que vemos com grande potencial, principalmente no quadro do Brexit”, adiantou António Costa.

 

O Primeiro Ministro confirmou a abordagem dos “assuntos” de mobilidade sobre a ligação rodoviária Barreiro/Seixal – “vamos avançar”, “seja no quadro das infraestruturas de apoio ao novo aeroporto”, seja no âmbito do próximo quadro comunitário de apoio, referiu. Referiu igualmente, a intenção da extensão da linha do Metro Sul do Tejo.

 

O Presidente da Câmara Municipal do Barreiro afirmou a intenção de constituir grupos de trabalho para se debruçarem sobre o Metro Sul do Tejo e a Plataforma Multimodal do Barreiro/Terminal de Contentores. Ficou, também, clara a intenção de instalar a Plataforma Multimodal do Barreiro/Terminal de Contentores em frente ao território da Ex Cuf/Quimigal.

 

Brevemente, também, será assinado um Protocolo no sentido de criar uma central de depuração de bivalves no Barreiro.

 

Partilhe esta notícia