O Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação Criminal de Palmela, hoje, dia 10 de fevereiro, deteve seis homens com idades ente 26 e 44 anos, por furto qualificado, recetação e dano qualificado, nos distritos de Faro, Santarém e Setúbal.

Na sequência de uma investigação que decorria há cerca de 13 meses, foi possível apurar a existência de uma rede que se dedicava à prática reiterada do crime de furto em interior de armazéns de vestuário, armazéns de tabaco, postos de abastecimento de combustível, estabelecimentos de restauração e bebidas, com o objetivo de venda dos furtos subtraídos em mercados, feiras e lojas.

Os suspeitos estavam já referenciados pela prática de cerca 30 furtos nos distritos de Évora, Faro, Lisboa, Santarém e Setúbal, sendo que este grupo, por diversas vezes, furtava igualmente veículos de mercadorias, que utilizavam posteriormente nos furtos.

No seguimento das diligências policiais e de investigação foi dado cumprimento a 13 mandados de busca domiciliária e 13 não domiciliária, nomeadamente em garagem, loja e veículos, tendo resultado na recuperação de diverso material furtado, nomeadamente vestuário, decoração e brinquedos, destacando-se a apreensão de oito viaturas.

A operação contou com o reforço da estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Setúbal, dos Destacamentos Territoriais de Almada, Montijo e Setúbal, do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção da GNR, dos Destacamentos de Intervenção de Faro, Santarém e Setúbal e ainda com a Polícia de Segurança Pública, num total de 170 efetivos.

Informa-se que aos detidos, após terem sido presentes no Tribunal Judicial de Setúbal, entres os dias 11 e 17 de fevereiro, a dois deles foi-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva, a outros dois foi-lhes aplicada a medida de apresentações em posto policial da área de residência, e os últimos dois ficaram sujeitos a termo de identidade e residência.