O vereador do PSD na Câmara Municipal do Barreiro, Bruno Vitorino, revela que a execução do Projecto LIFE Biodiscoveries, que tem como objectivo o controlo de espécies invasoras na Mata da Machada e Sapal do Rio Coina através de ações de voluntariado, vai contar com o apoio de reclusos do Estabelecimento Prisional do Montijo.

Para que os voluntários possam actuar em algumas zonas destes espaços naturais, será necessária uma primeira intervenção no território, mais técnica, realizada por uma equipa de trabalhadores florestais.

Confrontados com a necessidade de recursos humanos nesta área, Bruno Vitorino propôs “a celebração dum protocolo entre a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e o Município do Barreiro, pois este projeto também pode ter esta vertente social. Esta proposta vem na sequência da análise de outros projectos que optaram, com sucesso, por solução idêntica”.

A Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais é a entidade que assegura a gestão do sistema prisional, nomeadamente a reinserção social de reclusos, designadamente através da formação profissional, do trabalho e da iteração com a comunidade.

Assim, este protocolo visa a cooperação no sentido de se criarem condições facilitadoras da execução de prestação de trabalho no âmbito de sanções ou deveres penais.
Este documento foi aprovado ontem, por unanimidade, em Sessão de Câmara.

 

 

Partilhe esta notícia