O Centro de Competência TIC (CCTIC) da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal (ESE/IPS) foi distinguido com o prémio “Inclusão e Literacia Digital”, pela dinamização do projeto “EduScratch” e pela divulgação de boas práticas no uso crítico da internet.

O prémio é promovido pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) no âmbito da Rede TIC e Sociedade que atua no campo da inclusão e acessibilidade digitais, fomentando a participação autónoma de qualquer cidadão na sociedade digital.

A distinção visa premiar projetos desenvolvidos por membros da Rede TIC e Sociedade na área da inclusão e literacia digital, que sejam considerados modelos de boas práticas e possíveis de replicar, de forma a estimular e apoiar o seu crescimento e disseminação.

Dinamizado atualmente pelos Professores Miguel Figueiredo e João Torres, docentes da ESE/IPS, o projeto “EduScratch” tem como lema “Divulgar, Formar e Partilhar”, promovendo a utilização do “Scratch” em ambiente escolar e junto da comunidade educativa e da sociedade em geral. O “Scratch” é uma linguagem de programação desenvolvida pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) com o principal objetivo de diminuir o distanciamento entre a evolução tecnológica no mundo e a fluência tecnológica dos cidadãos, reduzindo assim algumas das barreiras existentes neste domínio. O projeto procura estimular a imaginação, a inovação e a criatividade dos utilizadores, bem como a sua capacidade de identificar e resolver problemas, de aplicar regras e conceitos matemáticos ou de outras áreas disciplinares através da construção de programas, jogos, entre outros elementos, em ambiente gráfico de programação “Scratch”.

Para além de diversos workshops e cursos de formação destinados a sensibilizar professores e alunos para a utilização e divulgação do “Scratch”, o CCTIC da ESE/IPS promove também o concurso nacional de programação “ScratchChallenge” e o evento “ScratchDay”.