Decorreu, no dia 3 de junho, nos Paços do Concelho da Moita, um exercício/simulacro do tipo “Posto de Comando”, com o objetivo de testar a operacionalidade do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil do concelho da Moita, bem como a estrutura de comando e controlo municipal e a sua ligação ao nível distrital.  Este Plano é o instrumento de que o Município da Moita dispõe para o desencadeamento e gestão das operações de proteção civil, decorrentes de acidente grave ou catástrofe.

O exercício de simulação efetuou-se sem meios reais no terreno, sendo planeado e conduzido apenas no “Posto de Comando”. O cenário, fictício, para teste do Plano de Emergência foi classificado de “risco elevado” (incêndio grave), o que fez despoletar a convocação da Comissão Municipal de Proteção Civil e a ativação do Plano.

Participaram no exercício “MTA 2015” a Câmara Municipal, o Serviço Municipal de Proteção Civil, o Comando Distrital de Operações de Socorro, o corpo de bombeiros da Moita, as forças policiais GNR, PSP e Polícia Marítima, a Autoridade de Saúde e representantes do Centro Distrital da Segurança Social de Setúbal, do ACES – Arco Ribeirinho e do Centro Hospitalar Barreiro-Montijo.   A avaliação esteve a cargo de elementos dos serviços municipais de proteção civil de concelhos convidados, nomeadamente do Barreiro, Setúbal, Seixal e Almada, que consideraram que o exercício decorreu de forma positiva, cumprindo os seus objetivos sem incidentes e num ambiente de cooperação entre as entidades envolvidas.

Partilhe esta notícia