No passado dia 1 de julho, o Partido Socialista, apresentou a equipa de candidatos à Assembleia Municipal do Barreiro, através de um percurso de autocarro pelas freguesias do Concelho, numa iniciativa que se realizou com o mote: “Todos somos Barreiro”.
Os candidatos do PS aos diferentes órgãos autárquicos concentram-se, simbolicamente, junto à Estátua de Alfredo da Silva, no Mercado 1º de Maio, cumprindo num autocarro dos Transportes Coletivos do Barreiro um percurso por todo o concelho.
Isidro Heitor, número dois à Assembleia Municipal, salientou a importância de valorizar os serviços municipalizados de transportes, bem como a aposta no transporte público, na construção de um Barreiro mais verde e limpo.
Numa iniciativa original, que contou com a participação do antigo presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Emídio Xavier, os socialistas apostaram na divulgação de um conjunto de medidas para a afirmação do Barreiro: “Decidimos visitar locais com potencial e, em cada um, apresentar medidas. Amamos a nossa terra e recusamos fazer campanhas centradas em acusações ou visitas a pontos negros da cidade”, reiterou Ana Santos, líder das mulheres socialistas do distrito de Setúbal e candidata.
No Barreiro, a caravana visitou a Quinta do Braamcamp e o Barreiro Velho, apresentando propostas para a atração dos turistas que sobrecarregam a capital e da regeneração urbana, com especial relevo na criação de habitação a custos controlados, especialmente para a fixação dos sectores mais jovens. Em seguida, a comitiva socialista dirigiu-se ao Terminal Rodo-Ferro-Fluvial da Verderena onde foram apresentadas soluções para melhorar a mobilidade de moradores e utilizadores. “Os estudos que temos em mão apontam para a necessidade urgente de melhorar as acessibilidades locais. Entre outras intervenções, destaca-se a necessidade da construção de uma rotunda no Terminal e outra no LIDL de Santo-André. No atual quadro financeiro da autarquia, estas propostas são tão necessárias quanto sustentáveis”, advogou o urbanista Luís Pedro Cerqueira.
O percurso continuou no Polis de Santo-André onde os candidatos do PS exigiram que a finalização desta obra fosse, mais do que uma promessa eleitoral, uma certeza no curto prazo. “Apesar do discurso político se centrar no Tejo, a frente do Coina é na verdade a maior frente ribeirinha do Barreiro. Todos os dias, milhares de barreirenses procuram esta zona para viver o rio, exercitar o corpo e procurar alguma tranquilidade. Os jovens do Barreiro merecem uma aposta mais forte na náutica de recreio, bem como em equipamentos complementares de comércio local, como esplanadas e quiosques”, defendeu o líder dos jovens socialista Pedro Vasconcelos de Almeida.
Na mata da Machada, União de Freguesia de Coina e Palhais, foi prestada homenagem aos bombeiros barreirenses que serviram nos combates de Pedrógão e zonas envolventes, repudiando qualquer aproveitamento político em torno desta matéria. “Esta é uma questão acima de qualquer força política ou ato eleitoral. O nosso dever é respeitar a memórias das vitimas, o sofrimento das suas famílias, o esforço dos profissionais e forças de proteção civil que dão o melhor de si, todos os dias do ano”, afirmou Ana Sofia Lopes. Ainda no pulmão verde do Concelho, João Pintassilgo, primeiro vereador do ambiente da CMB, defendeu a consolidação e extensão do Corredor Ecológico da Arrábida ao Coina. “Esta é uma de muitas propostas que nos permitirá, através de políticas ambientais municipais, alterar a imagem do Barreiro no exterior de cinza para verde”, defendeu.
No Parque da Cidade do Barreiro, Alto do Seixalinho, junto ao Auditório Municipal Augusto Cabrita, Joaquim Sousa Marques e Alexandra Ruivo, abordaram as temáticas da Educação, Cultura e Desporto, enquanto forma de fixar a juventude e atrair os Barreirenses que tiveram de abandonar o Concelho, por ausência de oportunidade de Emprego, nomeadamente qualificado. Neste sentido foi dado especial enfoque à edificação de equipamentos desportivos e geriátricos, à reativação da Gabinete de Apoio Médico ao Desportista, bem como à valorização da identidade da Universidade da Terceira Idade, disseminando a sua atividade por todo o concelho.

Nos Fidalguinhos, Lavradio, os candidatos do PS defenderam a aposta na Cultura como forma de conferir mais atividade e qualidade de vida aos cidadãos.

Esta vista terminou no Grupo Desportivo da Vila Chã, em Santo-António, num almoço convívio onde, cerca de 100 socialistas receberam a visita dos dirigentes nacionais, Ana Paula Vitorino e Eduardo Cabrita.

André Pinotes Batista, líder dos socialistas locais e candidato à Presidência da Assembleia Municipal do Barreiro, defendeu que este órgão não se pode esgotar numa sala vazia na Biblioteca do Barreiro, mas, ao invés, deve-se afirmar como a casa da Cidadania de todos os Barreirenses. “Quando for eleito, promoveremos um conjunto de alterações legais que permitam a realização de petições públicas locais e assembleias temáticas a realizar no nosso movimento associativo. No próximo dia 1 de Outubro, todos somos convocados a fazer uma escolha simples: Prosseguir na continuidade ou votar na mudança personalizada pela Isabel Ferreira, Gabriela Guerreiro, Carlos Raposinho, Hélder Costa e, não menos importante, no nosso incansável candidato à Câmara Municipal do Barreiro, Frederico Rosa”, finalizou o deputado socialista eleito pelo círculo eleitoral de Setúbal.

As eleições autárquicas realizam-se em menos de 90 dias, e o PS local apostam forte na conquista de um concelho que, nos últimos 12 anos, tem sido um bastião comunista.
O Gabinete de Comunicação e Imagem da Candidatura do PS às Autárquicas de 2017

 

Partilhe esta notícia