TERMINAL CONTENTORES NO BARREIRO

“Não há alterações nenhumas ao que estava previsto”
garante a Ministra do Mar

A “não notícia” da retirada do Terminal de Contentores no Barreiro do Plano de Investimentos para 2016, por parte do Governo, espelha a ansiedade de alguns em vender jornais e o delírio demagógico de quem semeia “más novas” para confundir a opinião pública, nomeadamente os Barreirenses.

Cabe-nos o papel de recordar e esclarecer: como anteriormente noticiado, e reafirmado recentemente pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal, após contacto com a Srª Ministra do Mar Ana Paula Vitorino: “Não existem alterações nenhumas ao que estava previsto”.

A este propósito, teria ainda sido oportuna uma explicação sobre o noticiado na edição do Jornal da Economia do Mar, de Novembro de 2015, de “que no prosseguimento do Concurso Público Internacional do Estudo de Impacto Ambiental e do Estudo Prévio, no âmbito do desenvolvimento da Plataforma multimodal pelo consórcio Via Lisboa, o resultado do concurso foi contestado pelos dois candidatos vencidos na fase final do concurso, após a APL já ter admitido a adjudicação ao consórcio liderado pela Consulmar”. Deste modo, talvez se perceba melhor a causa de eventuais atrasos na conclusão dos estudos, peça chave para a decisão final do Governo sobre esta matéria.

De igual modo, é indispensável recordar o pressuposto de que o referido investimento, a ser concretizado, será de financiamento exclusivamente privado, tal como anunciam os cartazes do anterior governo de má memória.

O PS Barreiro, a propósito da possível localização no Barreiro da Plataforma multimodal, considera ainda de interesse público que a Baía do Tejo, dentro das competências que lhe foram incumbidas, possa esclarecer sobre a eventual reformulação do abandonado Projecto Arco Ribeirinho Sul, tal como foi preconizado pelo anterior Governo.

O PS Barreiro, à imagem do Governo de Portugal, não se desvia dos seus objetivos: honrar a palavra, credibilizar a política e agir em função do bem comum.

O Barreiro está, e continuará a estar acima, do interesse particular de alguns.

Reponha-se a verdade sem hesitação: nenhuma verba destinada à construção desta infraestrutura foi retirada ao Orçamento de Estado de 2016.

Prestado o esclarecimento, tudo continuaremos a fazer pela defesa do desenvolvimento do Barreiro, pela construção de alternativas, pelo culto do diálogo interpartidário e pela unificação de vontades em torno destes objetivos.

 

Gabinete de Imprensa PS Barreiro

23 Fevereiro 2016

Partilhe esta notícia