O presidente do PSD Barreiro, Bruno Vitorino, condenou esta manhã o uso indevido de dinheiros públicos para manifestações partidárias, devido ao transporte pago pelos Municípios, para levar pessoas até ao Ministério da Saúde, com vista à manifestação organizada pela Associação de Municípios da Região de Setúbal.

“Não está em causa o direito das pessoas em manifestarem-se, mas sim o facto de ser utilizado dinheiro do erário público para manifestações partidárias que nada resolvem e feitas, muitas vezes, com a propagação de mentiras, como no caso do alegado e falso encerramento de maternidades”, explica.

O dirigente social-democrata, dando o exemplo do Barreiro, diz não compreender “como é possível que uma Câmara praticamente falida, que não paga aos fornecedores atempadamente, que tem o espaço público sujo e degradado por falta de verbas, venha gastar milhares de euros em ações puramente partidárias”.

Bruno Vitorino aponta ainda a situação financeira dos Transportes Colectivos do Barreiro que, apesar do reforço da transferência de verbas do Governo, ainda tem um passivo bastante significativo, obrigando a que se transfira uma parte do orçamento camarário para equilibrar as suas contas.

Partilhe esta notícia