Os deputados do PSD do distrito de Setúbal dizem que após muitos anos de promessas e após um ano e meio de governação, o Governo PS “dá o dito por não dito e diz que afinal a construção da nova escola ainda não esta decidida e vai ter de ser estudada”.

 

Bruno Vitorino recorda que a questão da escola é antiga e as promessas do PS em construir já vêm do tempo de José Sócrates. “

 

No Governo com Sócrates e agora com Costa, com condições financeiras, nunca a construíram. Na oposição, com o país que os próprios deixaram na bancarrota, são os primeiros a exigir a sua construção. Estranha forma de fazer política”, considera o deputado do PSD.

 

Recorde-se que a 11 de fevereiro de 2016, o Parlamento aprovou quatro Projetos de Resolução dos partidos que sustentam o Governo (PS, BE, PCP e PEV), para a construção urgente da Escola Secundária na Quinta do Conde.

 

“A própria bancada do PS aquando desta discussão, defendia de forma entusiástica a construção imediata da escola, agora voltam a dizer que é necessário fazer um estudo de rede, antes de decidir”, lembra.

 

Bruno Vitorino diz que se o anterior Governo PS, liderado pelo então primeiro-ministro, José Sócrates, através da Parque Escolar, já tinha até iniciado os procedimentos concursais para a construção da escola secundária da Quinta do Conde era porque tudo já tinha sido estudado. “Então porque se vai estudar de novo, o que já tinha sido estudado antes?”

 

“Queremos que o Governo esclareça de uma vez por todas se a Escola Secundária da Quinta do Conde vai ser ou não construída, ou se é apenas mais uma das tão conhecidas promessas socialistas”, questiona Bruno Vitorino.

 

Partilhe esta notícia