O PSD Montijo afirma que o presidente da Câmara, Nuno Canta, está “continuamente a empobrecer” o concelho e a população, estando ainda a “estrangular” as instituições e os clubes da terra.

 

Os social-democratas acusam Nuno Canta de estar a “destruir” o legado cultural e associativo histórico do Montijo, existindo um retrocesso completo na estratégia para a zona ribeirinha.

 

“Para além do que já denunciamos anteriormente, dos serviços de saneamento do município de continuarem a despejar a céu aberto, e sem qualquer tratamento, os esgotos urbanos diretamente para o rio Tejo, surge agora outra noticia que atesta bem a política de Nuno Canta para toda a área ribeirinha. O Montijo deixa de ter canoagem ao fim de 25 anos”, sublinham.

 

O PSD Montijo considera que o encerramento da prática da canoagem no Clube Atlético de Montijo, com mais de 25 anos de modalidade, é uma das “mais negras páginas na prática do desporto no concelho”.

 

“O presidente da Câmara continua a deixar o Montijo mais pobre e a colocar o município de costas voltadas para uma das maiores potencialidades do concelho, que é a zona ribeirinha”, acrescenta.

 

“Este é mais um episódio que envergonha o concelho. Nuno Canta é o responsável pelo fim da prática canoagem no Montijo, pois continua sistematicamente a negar o apoio a associações e clubes”.

 

“O Clube Atlético de Montijo, clube que formou vários campeões nacionais que muito honraram a modalidade e o concelho, que fazia ainda um trabalho bastante valioso com jovens praticantes com necessidades especiais, é a mais recente vítima da falta de visão e de estratégia de Nuno Canta”, referem os social-democratas.

 

O PSD não tem dúvidas em eleger Nuno canta como “o pior presidente de Câmara da história do Montijo”.

Partilhe esta notícia