Os autarcas do PSD do concelho do Montijo afirmam que o presidente da Câmara, Nuno Canta, desautoriza permanentemente os outros vereadores eleitos, tratando dos assuntos directamente sem conhecimento dos outros eleitos do executivo.

Os social-democratas explicam que os vereadores do PS, Francisco Santos e Maria Clara, são “permanentemente desconsiderados” por Nuno Canta, pois “são vários assuntos dos seus pelouros que são tratados directamente pelo presidente sem o conhecimento e anuência destes vereadores”.

Os autarcas do PSD acrescentam ainda que os vereadores socialistas não preparam as reuniões da autarquia com o presidente, sendo “totalmente ignorados”.

“Este é mais um exemplo do totalitarismo e da prepotência do presidente da Câmara Municipal do Montijo, que ignora inclusivamente os seus colegas de executivo. No entanto, esta não é nenhuma novidade, pois todos sabem que quem gere a autarquia é Nuno Canta e a sua mulher, Cristina Bastos Canta, chefe da divisão financeira e patrimonial”, adiantam.

 

Comunicado PSD Montijo

Partilhe esta notícia