O presidente do PSD Barreiro, Bruno Vitorino, afirmou “ter ficado satisfeito” com as declarações do líder do Partido Socialista, António Costa, que validou hoje a estratégia do Governo para o Terminal de Contentores do Barreiro, desvalorizando assim a posição assumida pelos deputados e responsáveis do PS local.

Na sequência do acordo de Cooperação Institucional sobre a atividade portuária entre a Câmara Municipal do Barreiro, a Câmara Municipal de Lisboa e a Administração do Porto de Lisboa (APL), assinado esta manhã, Bruno Vitorino sublinha que as declarações de António Costa apontam no mesmo sentido do que tem vindo a ser feito pelo Governo na condução deste processo.

“O presidente da Câmara de Lisboa e líder do PS veio dizer aquilo que o Governo e o PSD sempre afirmaram. Aprofundem-se os estudos, para ver a efectiva viabilidade do projecto. Só assim é que este processo poderá avançar. Até lá há um grande caminho a percorrer, onde se pede seriedade na abordagem ao tema”, realça.

O presidente do PSD Barreiro relembra ainda que “têm que existir investidores privados interessados para a construção do terminal, e somente quando não existirem quaisquer dúvidas técnicas ou de viabilidade económico-financeiras, se pode afirmar que há interessados. Até lá só se pode dizer que a localização desperta o interesse potencial de várias empresas”.

“Não podemos dizer nesta altura que este é um processo irreversível como afirma a Câmara Municipal do Barreiro, nem podemos dizer que o mesmo tem que ser travado porque o Governo não tem legitimidade para decidir como afirma o deputado Eduardo Cabrita e o PS local. O que o PSD defende é que rapidamente possam avançar os estudos necessários, bem como todo o processo relativo ao processo de avaliação dos impactes ambientais. Este tem sido, aliás, o que o Governo tem feito, através da APL”, acrescenta.

PSD Barreiro

Partilhe esta notícia