O candidato do PSD à Câmara Municipal do Barreiro, Bruno Vitorino, assume estar “incrédulo” com as notícias vindas a público, que dão conta de um acordo entre o PS e o PCP para as autárquicas que tem como base os dois partidos não se criticarem, para não “beliscarem” a coligação nacional de Governo.

“Há décadas que o PCP, com as suas políticas, tem contribuído para o abandono e envelhecimento do Barreiro. Mas o PS, também tem muita responsabilidade. Ao ter sido um desastre no governo da Câmara durante 4 anos, deixou a autarquia muito endividada, e pela péssima gestão, criou as condições para o PCP voltar ao poder”, recorda.

Bruno Vitorino não compreende como é que dois partidos, que disputam a presidência da Câmara, não apontem as falhas que um e outro têm, nem que discordem das políticas que cada um defende para o concelho.

“Nunca se assistiu a uma campanha local no barreiro em que o PS e o PCP não se atacam, não se criticam. Exemplo flagrante disso foi o debate entre os candidatos, em que o candidato do PS não fez uma única crítica ao PC. O debate entre eles parece uma encenação”, sublinha.

São estas as razões que levam o candidato do PSD a acreditar que “há mesmo um acordo secreto” entre o PS e o PCP para o Barreiro, que menciona ainda as recentes declarações públicas em jornais nacionais do presidente do PS local, André Pinotes Batista, a afirmar que o seu sonho era a “existência de uma geringonça local”.

Bruno Vitorino diz que os barreirenses têm o direito de saber a verdade: “há ou não um acordo secreto entre o PS e o PCP no Barreiro, com vista à formação de uma geringonça local?”

Para o candidato social-democrata a realidade demonstra que “o PS já baixou os braços, contenta-se em vir a ser uma extensão do PCP na Câmara do Barreiro. O PS não quer mudar nada, o seu único objetivo é não afetar a coligação nacional de Governo. Só este acordo justifica a total ausência de propostas credíveis por parte do PS local, bem como a postura dos seus dirigentes nesta campanha onde somente criticam o PSD”.

“Este PS não representa a mudança de nada no Barreiro, pois defendem a continuação da política comunista que levou à estagnação do concelho”, afirma.
Bruno Vitorino garante que o PSD é a “única força política de verdadeira mudança para o Barreiro”.

 

Fonte:PSD Barreiro

Partilhe esta notícia