Os deputados do PSD do distrito de Setúbal elogiaram o processo de integração e a vontade dos trabalhadores no âmbito da privatização da CP Carga, que foi adquirida pela Medrail, em janeiro deste ano.

 

Os deputados do PSD do Distrito de Setúbal, Maria Luís Albuquerque, Bruno Vitorino, Maria das Mercês Borges e Pedro do Ó Ramos, juntamente com o presidente do PSD Palmela, Carlos Vitorino, e o vereador social-democrata na autarquia palmelense, Paulo Ribeiro, visitaram uma das instalações da empresa, no Poceirão, concelho de Palmela, onde se inteiraram mais pormenorizadamente sobre algumas questões do processo de aquisição, nomeadamente ao nível dos recursos humanos.

 

“Acima de tudo é importante enfatizar a ação que os trabalhadores da CP Carga tiveram no decurso desta decisão, tendo sempre a vontade de promover a empresa e continuar a desenvolver a impulsionar os seus objetivos, algo que nos foi também transmitido pelo administrador da Medrail”, sublinha Maria Luís Albuquerque.

 

A social-democrata defende que este é um setor “fundamental e estratégico para o país e para o distrito”, nomeadamente ao nível das ligações internacionais, principais portos, pólos, parques industriais e centros urbanos.

 

Paulo Ribeiro defende que as operações desta empresa têm que ser vistas como uma “mais-valia” ao nível da plataforma logística do Poceirão e da sua importância para o setor ferroviário e logístico.

 

A Medrail é a nova denominação da CP Carga, operador logístico e terrestre, privatizado a 20 de janeiro de 2016. Esta empresa faz parte da MSC, um líder global no transporte de contentores, e conta com mais de 500 funcionários, distribuídos de norte a sul do país.