Os deputados do PSD do distrito de Setúbal esperam que o Governo não trave o desenvolvimento do Arsenal do Alfeite, que atualmente se encontra em bom rumo, com uma estratégia clara, com contas em dia, a apostar em novos mercados, a aumentar a sua competitividade e a criar postos de trabalho.

Os social-democratas recordam as políticas do Governo de José Sócrates que levaram à descapitalização e ao desinvestimento do Arsenal do Alfeite, bem como à política ruinosa do PS para o país na área da reparação e construção naval.

Na final de uma reunião com o Conselho de Administração da empresa, realizada esta manhã, Maria Luís Albuquerque lembrou que o PS em 2010 desviou 17 milhões do Arsenal do Alfeite para aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

“Com isto descapitalizou o Arsenal e não resolveu os problemas em Viana do Castelo, cujos prejuízos acumulados eram superiores a 250 milhões de euros”, sublinhou a deputada, que se afirma “otimista com o rumo da empresa, e com os resultados positivos alcançados, que comprovam o bom rumo seguido e a excelência do trabalho da empresa, chefias, e dos seus trabalhadores”.

O deputado Bruno Vitorino, presidente da distrital de Setúbal do PSD, afirma que “nos últimos anos, o Governo PSD/CDS-PP reverteu a situação deixada pelo PS, tendo definido uma estratégia para o Arsenal que permitiu apostar na sua modernização e internacionalização”.

Explica ainda que da verba retirada ao Arsenal pelo PS, o Governo anterior devolveu 4 milhões de euros, que permitiram já iniciar um conjunto de investimentos, com vista à modernização das instalações, para tornar a empresa mais competitiva.

“É importante que o atual Governo socialista continue o processo de devolução da verba com de forma a que estes investimentos não parem, realçando a necessidade de investir na construção duma nova Ponte-Cais, que permitiria receber navios de maior porte e calado”, acrescenta.

Bruno Vitorino adianta também que “ao contrário do que foi dito e repetido pelos comunistas, o anterior Governo PSD/CDS-PP não desmantelou o Arsenal, não o privatizou, nem despediu os trabalhadores. Pelo contrário, definiu uma estratégia, garantiu contratos com a Marinha Portuguesa, internacionalizou o estaleiro, deu início ao processo de devolução da verba que o PS tinha retirado e que permitiu começar os necessários investimentos na sua modernização, e iniciou um processo de contratação de novos trabalhadores”.

A maioria destes novos trabalhadores já se encontram em formação no Centro de Formação do Arsenal, permitindo assim que “não se perca a excelência do know-how dos trabalhadores do Alfeite”, conclui.

Importa anda referir que na reunião com o Conselho de Administração do Arsenal do Alfeite, para além de Maria Luís Albuquerque e Bruno Vitorino, estiveram também presentes a deputada Maria das Mercês Borges e o presidente do PSD Almada, Miguel Salvado.

Fonte: PSD

Foto: PSD

Partilhe esta notícia