PSD exige que autarquia do Barreiro tome uma atitude sobre caos na Soflusa

O vereador do PSD, Bruno Vitorino, vai propor que seja realizada uma reunião de Câmara extraordinária para debater os problemas na Soflusa, que têm prejudicado milhares de barreirenses.
“Os milhares de barreirenses que todos os dias precisam dos barcos para chegarem ao trabalho e à escola, têm sido continuamente prejudicados nos últimos dois anos, devido aos problemas existentes na Soflusa”, refere Bruno Vitorino.
O social-democrata, que alertou publicamente várias vezes para este problema, critica fortemente a apatia demonstrada pela maioria socialista nesta questão.
“Nos últimos dois anos, fiz várias intervenções em sessões de câmara, a pedir que a Câmara Municipal tomasse uma atitude perante esta situação. Nada foi feito. Não quiseram saber. Só nos últimos dias, devido às proporções mediáticas que este problema atingiu é que se ouviu alguma coisa do presidente da Câmara” sublinha.
Bruno Vitorino diz que os barreirenses, e os restantes utentes da Soflusa, já chegaram ao limite, pois esta é uma “situação insustentável”.
“A Câmara deve proteger os seus munícipes. Neste caso, a autarquia devia ser a voz da indignação dos barreirenses, e não a voz do Governo socialista, que nada faz”, acrescenta.
Por isso, o social-democrata vai propor que seja realizada uma sessão pública de câmara para debater o caos que se vive na empresa responsável pela travessia fluvial entre Barreiro e Lisboa.
“Este é um debate que tem que ser feito, o mais depressa possível, e que do mesmo possa sair uma posição unânime e concertada, de todos os elementos que compõe o executivo camarário para fazer pressão sobre o Governo, para que o problema seja resolvido”, conclui.

Partilhe esta notícia