O Governo, através das Estradas de Portugal, anunciou um investimento directo de 37,2 milhões de anos em intervenções nas redes viárias do distrito de Setúbal para os próximos quatro anos. Neste valor não estão contempladas as intervenções a fazer nos troços concessionados.

A Distrital de Setúbal do PSD reconhece o esforço que foi feito pelo Governo para acautelar as situações mais prementes, esperando que às obras anunciadas se possam juntar outras que já foram anunciadas e que aguardam luz verde para se iniciar.

“Aguardamos que a reabilitação do IC33, entre Relvas Verdes e Grândola, possa avançar brevemente, até porque consta no eixo de desenvolvimento prioritário assumido pelo Governo, sendo uma obra orçamentada em 40 milhões de euros”, sublinha o presidente da distrital social-democrata, Bruno Vitorino.

Outra das intervenções previstas pelas Estradas de Portugal, a médio/longo prazo, é no IC1, entre Alcácer do Sal e Grândola Norte, num valor estimado de 6 milhões de euros, a desenvolver entre 2015 e 2017, numa actuação devida ao processo de renegociação das Subconcessões.

Para além dos investimentos estruturantes identificados pelo Governo no PETI3+, o desenvolvimento do processo de redução de âmbito das subconcessões, determina a necessidade de atuação num nível intermédio (entre o PETI e o Plano de Proximidade) que, de forma sustentada e equilibrada, reponha as condições adequadas de circulação em determinadas vias nas quais se reflectiu o impacte da referida redução.

Partilhe esta notícia