O presidente do PSD, Bruno Vitorino, insiste em ter um diálogo “sério e construtivo” com o PS Barreiro para procurar definir uma estratégia conjunta relativamente às eleições autárquicas do próximo ano.

Bruno Vitorino diz que o anterior convite para uma reunião foi feito de “forma séria e a pensar no futuro do Barreiro, apesar das grandes divergências que existem entre os dois partidos, quer a nível nacional, quer local”.

Apesar destas diferenças, o social-democrata não deixa de reconhecer que o PS tem história e tradição no concelho e no país, sendo um dos partidos preponderantes na democracia portuguesa.

Mas salienta que o PSD também tem essa história e tradição em Portugal e no Barreiro, com autarcas que ao longo dos tempos fizeram um trabalho reconhecido pela população e relevante para o desenvolvimento do concelho, nas áreas e pelouros atribuídos.

Por isso mesmo, Bruno Vitorino estranha a resposta do PS ao repto lançado, lamentando que a mesma tivesse sido feita de forma a “procurar desvalorizar o papel do PSD, equiparando-o a outras forças, que merecendo toda a consideração, não têm representação similar nos órgãos autárquicos nem a mesma história no Barreiro”.

“Contudo, se essa for uma condição do PS, o PSD mostra-se disponível para debater o Barreiro e os seus problemas com todas as forças políticas que também o entendam fazer. E também se estranha que o PS diga, que por um lado está disponível para dialogar com todos os partidos, e por outro, que é o próprio PS o centro para qualquer mudança no Barreiro, assim minando as bases de um diálogo franco e profícuo”, sublinha.

O social-democrata questiona se a resposta do PS será ou não uma resposta de quem quer mesmo dialogar.

No entanto, PSD Barreiro continua a entender ser relevante reunir com o PS, disponibilizando a sua sede para esse encontro e sugerindo a última semana de Março para a realização da reunião.

Partilhe esta notícia