O deputado do PSD do distrito de Setúbal, Bruno Vitorino, insiste na importância de reinstalar a Esquadra da PSP Barreiro no centro da cidade, tal como estava localizada anteriormente.

Num novo documento enviado ao Ministério da Administração Interna, assinado por todos os deputados social-democratas eleitos pelo distrito, é recordado que no início de 2013, a Câmara Municipal do Barreiro anunciou publicamente a cedência de um espaço no Barreiro velho – Edifício municipal do antigo Café Barreiro (Rua Marquês de Pombal e Rua Conselheiro Joaquim Aguiar) para instalar a Esquadra da PSP Barreiro, que anteriormente, estava localizada na Praça de Santa Cruz.

A 21 de março de 2013, os Deputados do PSD do Distrito de Setúbal questionaram o ministro da Administração Interna sobre a possibilidade da reinstalação da referida esquadra.

Bruno Vitorino lembra que por falta de condições do anterior espaço, esta esquadra foi relocalizada nas instalações do comando da Divisão da PSP, no Parque Empresarial do Barreiro, área pertencente à Baia do Tejo.

“Com essa relocalização, a centralidade operacional e a proximidade às populações foi afetada, para além das instalações do comando serem exíguas para acolher os efetivos da esquadra”, sublinha.

Em resposta, o ministro da tutela informou que a Direção Geral de Infraestruturas e Equipamentos do Ministério da Administração Interna estava a coordenar a execução do protocolo assinado com a Câmara Municipal do Barreiro.

Acrescentando ainda que faltavam avaliar os estudos de projeção de meios, análise de riscos e qualidade das comunicações, os quais, na sua versão preliminar eram favoráveis, não existindo qualquer previsão para a transferência.

Bruno Vitorino defende que a relocalização da esquadra da PSP no centro do Barreiro é “uma necessidade premente para a população, garantindo não só mais segurança, como também permite maior visibilidade da ação policial, dissuadindo assim eventuais atos criminosos”, realçando ainda o “esforço e o trabalho” dos homens e mulheres das forças de segurança na diminuição progressiva da criminalidade.

Assim, os social-democratas pretendem saber qual o ponto de situação do protocolo assinado com a Câmara Municipal do Barreiro, bem como se está prevista para breve a relocalização da referida esquadra e para que local.

Partilhe esta notícia