Os autarcas do PSD do Montijo consideram que “foi feita justiça” com a condenação do agora presidente da autarquia, Nuno Canta, relativamente ao incidente ocorrido em 2011, em que atingiu o ex-deputado municipal social-democrata Alberto Fernandes com um jarro partido, causando ferimentos no braço deste.

 

O caso que remonta a 15 de Junho de 2011, numa sessão da Assembleia Municipal do Montijo, foi considerado pelo Ministério Publico que estavam reunidos o núcleo essencial da prova do crime de ofensa à integridade física simples e que determinou com a concordância do Juiz de Instrução a imposição ao arguido, Nuno Canta, das seguintes injunções de conduta: pedir desculpa ao ex- autarca Alfredo Fernandes e fê-lo lendo uma declaração na Assembleia Municipal; a pagar uma indemnização de € 1.179,00 Euros; a fixar o pedido de desculpa publicamente.

Segundo os eleitos do PSD, estas obrigações já foram todas cumpridas.

“Isto prova que ao contrário do que Nuno Canta afirmou inicialmente foi ele o agressor. Esperemos que este tenha sido um episódio isolado e que esta instabilidade emocional seja refreada”, concluem os social-democratas.

 

PSD Montijo

Partilhe esta notícia