Responsáveis de 200 estabelecimentos de ensino profissional privado reúnem-se esta quinta e sexta-feira, no Fórum Municipal Luísa Todi em Setúbal, para debater a situação do setor e reclamar mais orientação vocacional nas políticas educativas no VI Congresso ANESPO “Ensino profissional – Uma referência, um desígnio nacional”.

O congresso, que assinala os 25 anos do Ensino Profissional em Portugal, contará com a presença de dirigentes do Governo, personalidades dos PALOP, associados da ANESPO, diretores de escola e diversas individualidades ligadas à área da educação que irão debater, entre outros temas, a cooperação entre escolas e empresas, educação e formação, bem como a certificação da qualidade e avaliação das escolas profissionais.

Entre as altas individualidades convidadas, destacam-se Nuno Crato, Ministro da Educação e Ciência, João Grancho Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, David Justino Presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Maria de Lurdes Rodrigues Professora associada do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Narciso Damásio dos Santos Benedito, Secretário de Estado para a Formação e Ensino Técnico-profissional do Governo de Angola, Janira Hopffer Almada, Ministra da Juventude, Emprego e Desenvolvimento dos Recursos Humanos do Governo de Cabo Verde, Benedito dos Santos Freitas, Ministro da Educação do Governo de Timor-Leste, António Batel Anjo, Assessor da Ministro da Educação de Moçambique e Coordenador do Programa Pensas, José Luís Presa, presidente da ANESPO, João Alvarenga, Presidente da Confederação Nacional da Educação e Formação.

 

Consulte o Programa AQUI

Partilhe esta notícia