Um emigrante português, de 50 anos, natural de Santiago do Cacém foi assassinado na sequência de um assalto a uma bomba de gasolina no Ambriz, província de Bengo, em Angola.

Além de Paulo Santos, gerente da gasolineira, os assaltantes mataram também o segurança do estabelecimento.

De acordo com informação avançada pelo Correio da Manhã, a Polícia Nacional de Angola conseguiu deter os responsáveis pelo ataque armado, mas quando os levaram para a esquadra houve uma tentativa de invasão das instalações. Foram arremessadas pedras e os agentes tiveram mesmo de disparar tiros para o ar para dispersar os manifestantes.

Partilhe esta notícia