Iniciativa do IPS permite aos jovens ter um primeiro contacto com o ensino superior

Escola Secundária Jorge Peixinho, Montijo, voltou a vencer o Jogo de Gestão Interescolas, iniciativa da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/IPS) cuja 4.ª edição culminou no passado dia 3 de maio, com uma Finalíssima disputada por 67 alunos, distribuídos por 12 equipas e representando cinco escolas de cinco concelhos.

Os cinco elementos da equipa Os Estagiários, orientados pelo professor Flamino Viola, conquistaram o primeiro prémio, com um retorno acumulado de 20,76, seguidos da equipa Donos Disto Tudo, do Agrupamento de Escolas João de Barros, Seixal, que arrecadou o 2.º lugar, e dos Tuga Team, que alcançaram o 3.º posto do pódio em representação da Escola Secundária de Alcochete

Nesta sua quarta edição, que arrancou em janeiro último com a fase de apuramento, a competição voltou a propor um simulador de gestão em que os participantes foram chamados a tomar decisões em equipa, no papel de responsáveis por uma empresa do setor hoteleiro, tendo assim oportunidade de entrar em contacto com os conceitos básicos das Ciências Empresariais.

Em nome da equipa vencedora, Igor Sobral, aluno do 11.º ano, descreveu a participação no jogo como uma experiência “enriquecedora”, pelo “contacto com o mundo exterior” e realçou a aprendizagem “do trabalhar em equipa com os colegas”. Também o gosto pela Gestão, até então um pouco difuso, ficou mais claro e definido. “Estamos todos a pensar em seguir as áreas de Gestão e Economia e o Politécnico de Setúbal, que não conhecíamos, é agora uma possibilidade forte”, concluiu.  

Uma preferência confirmada pelo professor Flamino Viola, um repetente no Jogo de Gestão Interescolas – acompanhou a equipa Montistay, vencedora em 2018 –  que destacou “o contacto com o ensino superior e com a realidade económica atual” como algumas das grandes virtudes deste jogo, para além da capacidade de “tomar decisões em equipa, em prol de um objetivo comum”.

“Para a escola este prémio é importantíssimo, porque nos dá reconhecimento a nível regional e nacional. Para os alunos também: significa que são capazes de aplicar os conhecimentos que aprenderam nas aulas em jogos que simulam a prática real das empresas”, rematou.

O Jogo de Gestão Interescolas insere-se no quadro das responsabilidades educativas, sociais e de promoção do desenvolvimento regional do IPS e decorre de “um dos maiores desafios” que se colocam às instituições de ensino superior, como reconheceu opresidente do IPS, Pedro Dominguinhos, na cerimónia de entrega de prémios.

“Conseguir chegar aos estudantes do ensino secundário e profissional, para que eles, de uma forma diferente, possam perceber o que os pode esperar no ensino superior é o grande objetivo deste jogo. Queremos abrir horizontes para uma informação mais completa e esclarecida, para que os jovens e as suas famílias possam tomar decisões, sendo que para nós, IPS, é crucial participarmos nesta mesma escolha”, referiu. 

O próximo passo, desafiou o responsável, é que os alunos finalistas dos cursos profissionais e secundários possam frequentar aulas no próprio IPS, acompanhados por docentes do ensino superior. “Penso que podemos fazê-lo como experiência piloto, para perceber como é que nós conseguimos avançar para uma fase distinta de cooperação com o ensino secundário”, explicou.   

Recorde-se que a edição deste ano do Jogo de Gestão Interescolas foi aberta a todo o território nacional, tendo acolhido a participação de 11 concelhos, oito do distrito de Setúbal (Alcochete, Almada, Alcácer do Sal, Barreiro, Montijo, Seixal, Sesimbra, Setúbal) e os municípios de Amadora, Lisboa e Torres Vedras, num total de 184 estudantes, de 15 escolas secundárias e profissionais.